Quinta-feira, 14 de dezembro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Caminhos para uma boa pesquisa

Por Norma Leite Brandão *


Para que uma pesquisa renda bons frutos é preciso método, discernimento e foco no assunto. Ensine seu filho a descobrir tesouros numa biblioteca, real ou virtual!

Para que crianças e jovens realmente possam desfrutar com qualidade de uma biblioteca, algumas dicas podem ser importantes. No caso de uma pesquisa, virtual ou real, alguns fatores precisam ser levados em conta. Se você deseja auxiliar seu filho nesse sentido, esteja atento a alguns pontos:


- Pesquisa e análise preliminar: se o jovem tem um tema a ser estudado, o ideal é que realize uma investigação preliminar em livros de texto de caráter mais geral (procurando conceitos e palavras-chave) e em obras de referência, como enciclopédias e dicionários. Essas obras podem remeter para a literatura específica mais importante e significativa sobre o assunto. Essa fase fornecerá um breve panorama sobre o tema, um repertório de nomes, locais, datas e conceitos associados a ele, um vocabulário com a principal terminologia especializada utilizada no tratamento do tema. Seria importante fazer anotações sobre esses aspectos.


-Primeiros passos na análise do assunto: a partir do material recolhido, seu filho terá em mãos elementos para definir caminhos mais aprofundados de pesquisa. Nesse momento deverá equacionar as diferentes possibilidades e abordagens. As fontes e métodos de investigação futuros dependerão da análise cuidadosa do material que tem em mãos.


-Elaboração de um plano geral: organizar e relacionar, ainda de forma incipiente, os diferentes aspectos e partes do tema.


- Aprofundamento da pesquisa: buscar, a partir das pistas levantadas e do plano geral esboçado, material que possibilite melhorar a compreensão do assunto. Esse é o momento em que seu filho deverá fazer um plano de leituras a fim de se organizar melhor no tempo.

Algumas dicas

- É importante que a criança faça anotações sobre o material lido, por meio de fichas ou resumos em caderno de notas.


- Oriente seu filho para que não se prenda somente a uma fonte de informação. O ideal é que consulte várias referências. Espírito crítico nasce da diversidade de informações obtidas.


- É fundamental que, no trabalho realizado, constem uma introdução, o desenvolvimento do assunto e uma conclusão final.


- Todas as fontes de consulta para a realização do trabalho deverão estar relacionadas na última página do trabalho, como bibliografia utilizada.

Código de ética

Pesquisar significa não somente buscar informações, mas relacioná-las e, de alguma forma, apropriar-se desse conhecimento. Para que isso aconteça, é importante que toda e qualquer produção escrita, no momento da redação do trabalho, seja realmente de seu filho. Se houver necessidade de transcrição de algum trecho, essa deverá vir sinalizada e com a citação da devida fonte.


Lembre-se: mais importante do que ter um trabalho completo e absolutamente correto é fazer com que a criança realmente compreenda o que faz. Nesse sentido, deve sentir-se autora e colocar no papel aquilo que, de fato, compreendeu. Quanto mais novas as crianças, maiores devem ser os cuidados nesse sentido. Alguns pais costumam ter o hábito de, na ânsia de ajudar, descaracterizar o trabalho produzido. Resultado: o produto final parece-se com tudo, menos com a produção intelectual das crianças. Conseqüência? Um desastre! Não há professor que não perceba um trabalho realizado dessa forma!


Ensinar alunos a procurar conhecimento por si próprios é dever da escola, mas incentivá-los, alimentá-los, "colocar lenha na fogueira" é tarefa, também, dos pais. Não espere somente que os professores ajam. Muitas vezes, um pequeno empurrãozinho seu, fazendo com que ampliem sua visão de mundo, pode facilitar muito as coisas.


Mais importante do que isso, pode permitir que enxerguem a beleza e a força que só o conhecimento adquirido de forma autônoma nos dá. Enveredar pelos caminhos dos diferentes saberes é ter consciência de que estamos adquirindo algo que ninguém nunca, jamais, em tempo algum, conseguirá retirar de nossas vidas. Isso não tem preço. É o bem maior, o verdadeiro legado que deixamos a quem amamos.


* Norma Leite Brandão é pedagoga e educadora.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Começando do jeito certo! 05/12/2003 às 13:22:00

Se, no ano passado, seu filho não teve um bom desempenho na escola, saiba desde já o que você pode fazer para que este ano seja bem melhor!

   
Aprendendo a estudar 22/03/2001 às 15:40:00

Mostre ao seu filho que abrir o livro e o caderno em casa, uma hora por dia, não dá brotoejas na pele e não causa nenhum tipo de sofrimento atroz. Ao contrário, evita o desespero de estudar todas as matérias à véspera da prova e traz bons resultados.

   
Lições no dia a dia 07/08/2001 às 15:59:00

Os professores e os colégios se dedicam, mas não conseguem dar conta de todo o conhecimento e habilidades que a criança deve desenvolver. Haverá outras formas de estimular a aprendizagem?

   
Matemática, desafio e prazer 15/03/2001 às 16:08:00

Somas, divisões e subtrações estão na compra do doce, na bilheteria do parque e na organização dos brinquedos. Chamar a atenção do seu filho para a presença da matemática no dia-a-dia ajuda a desmistificar o que parece ser um bicho de milhões de cabeça