Sexta-feira, 28 de abril de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Teste do pezinho, garantia de saúde

Por Dr. Leonardo Posternak * em 28/02/2002


Seu filhote pode ficar livre de certas doenças metabólicas se o diagnóstico for feito nos primeiros dias de vida.

Há aproximadamente dez anos, o teste do pezinho foi adotado nas maternidades como um exame de rotina. Com ele, é possível descobrir se o bebê apresenta algum problema metabólico que possa interferir, futuramente, em seu pleno desenvolvimento. Com apenas uma gota de sangue extraída do calcanhar do bebê é possível detectar o problema.


Os primeiros detectavam apenas fenilcetonúria e hipotireoidismo. Hoje, identificam com rapidez uma série de doenças capazes de causar lesões irreversíveis, sendo que o retardo mental é a mais importante. Mas, se diagnosticadas e tratadas precocemente, a criança não terá nenhum problema irreversível.

Tratamento urgente

Qualquer doença detectada pelo teste do pezinho deve ser tratada antes do terceiro mês de vida - e antes do desaparecimento dos sintomas. A coleta de sangue (apenas algumas gotas) é feita a partir do terceiro dia de vida do bebê. Em muitas maternidades já é uma rotina, mas caso isso não aconteça, peça a seu médico que indique um laboratório particular que realize o exame.


Conheça três das 31 doenças diagnosticadas pelo método:


  • Fenicetonúria - distúrbio genético no qual um dos aminoácidos presentes no leite ou outros alimentos (alguns refrigerantes, inclusive) ameaçam a saúde do bebê causando retardo mental.

  • Galactosemia - quando a galactose presente no leite provoca um quadro de cataratas, convulsões e diarréia.

  • Hipotireoidismo - quando a falta de hormônios produzidos pela tireóide causa deficiência mental e retardo de crescimento.


    Não se assuste com os nomes dessas doenças: todas elas poderão ser solucionadas graças ao teste do pezinho.


    * Dr. Leonardo Posternak é médico pediatra, membro do Departamento de Pediatria do Hospital Israelita Albert Einstein.
    Co-autor do livro
  • Comentário:    
           

    Matérias relacionadas

       
    Problemas todos temos 11/07/2002 às 14:11:00

    Dificuldades em casa: ansiedade, medo, vergonha de partilhar? Quando e por que abrir o jogo na escola?

       
    Dicas para proteger seus filhos 26/03/2003 às 13:21:00

    Principalmente as grandes cidades oferecem uma série de riscos para nossos filhos. Veja aqui dicas para protegê-los contra alguns problemas, como assalto e seqüestro.

       
    Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

    Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

       
    Paz em casa 31/07/2002 às 13:46:00

    Dicas preciosas da revista Meu Nenê e Família

       
    Manual do ficar, especial para pais 17/06/2002 às 15:36:00

    Para os pais que não viveram a onda do "ficar".