Domingo, 19 de novembro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Boca saudável durante a gravidez

Por Dra. Cintia P. U. Schames * em 05/12/2001


Redobre a atenção com a higiene bucal durante a gravidez e garanta dentes saudáveis para a mamãe e o bebê.

Durante a gravidez ocorre uma série de mudanças no organismo da mulher, inclusive na sua saúde bucal. Nesta fase, a futura mamãe deve manter atenção redobrada em relação à higiene dos seus dentes, lembrando que os dentinhos do seu bebê já estão se formando e também precisam de cuidados para se desenvolverem corretamente.

A saúde bucal da gestante

A gestante pode ir ao dentista?

Sim. A visita ao dentista deve ser até mais freqüente, pois durante a gravidez o risco de inflamação gengival e de cáries aumenta. O dentista contribui para a prevenção destes problemas, para que o bebê nasça com sua saúde bucal em ordem.
O atendimento nesta fase envolve desde procedimentos como profilaxia, aplicação de flúor (se houver necessidade) e remoção de irritantes locais que agridem a gengiva, até o aconselhamento preventivo para a saúde bucal do bebê. O odontopediatra orienta, durante a gestação, quanto aos primeiros cuidados com a boquinha do bebê para o desenvolvimento de uma boa dentição, mesmo antes da chegada dos dentinhos. Se houver a necessidade de outros tratamentos, uma avaliação deverá ser feita junto ao ginecologista também.


A gestante tem mais cáries?

Durante a gravidez o risco de desenvolver cáries aumenta, devido às alterações na dieta (como introdução de mais carboidratos e/ou maior freqüência alimentar), às mudanças na higiene oral (como desatenção e/ou dificuldades na escovação devido à ânsia de vômito) e ainda como conseqüência de uma maior ocorrência de vômitos, que desequilibram o meio bucal.

Esse desequilíbrio, se não receber cuidados, causa a descalcificação da estrutura dental, que leva à cárie, e explica a popularmente conhecida "perda de cálcio". Desta forma, engana-se quem pensa que a formação dos dentinhos do bebê causa este problema. Na verdade a causa direta é a placa bacteriana, uma película de bactérias que se gruda nos dentes, e não a gravidez. Cuidados com a higiene bucal evitam a formação da placa bacteriana e, conseqüentemente, as cáries.


A gestante tem gengivite (inflamação da gengiva)?

A placa bacteriana causa a gengivite e a gestante tem uma predisposição a desenvolvê-la devido às alterações hormonais, que levam seu organismo a responder de forma exagerada à presença destes microorganismos. A mamãe deve realizar um controle adequado, com os mesmos cuidados de uma mulher não grávida: limpeza diária dos dentes com escova e fio/fita dental, lembrando que a qualidade da limpeza é mais importante do que a freqüência.


Deve-se ingerir flúor para ajudar na formação dos dentes do bebê?

Não é necessário. O flúor será importante depois que nascerem os dentes do bebê, com a orientação do odontopediatra.

A saúde bucal do bebê na gestação

Os dentinhos de leite do seu bebê formam-se a partir da 6a semana e os dentes permanentes entre o 4o e 6o mês de vida intra-uterina.
Algumas atitudes simples da futura mamãe ajudam na sua formação:

  • mantenha uma alimentação balanceada, incluindo em seu cardápio carnes, frutas, legumes, verduras, cereais, leite e derivados. As avitaminoses, isto é, as faltas de vitaminas, comprometem o desenvolvimento normal dos dentes;

  • evite álcool e drogas;

  • evite a formação de maus hábitos alimentares. A partir do quarto mês de gestação o bebê já está formando seu paladar e perceberá a freqüência com que a mãe come certos alimentos. A criança pode aprender a gostar de açúcar antes do seu nascimento, por exemplo;

  • prepare seus seios para amamentar. A amamentação natural durante o primeiro ano de vida é fundamental não só pelo aspecto afetivo e nutricional, como pelo exercício muscular que favorece a respiração nasal e previne muitos problemas de oclusão, isto é, de mordida.


    Tomando os devidos cuidados a gestante e o seu filhote estarão com suas bocas impecáveis, evitando também problemas futuros.


    * Dra. Cintia P. U. Schames é dentista, formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com especialização em odontopediatria pela Universidade Paulista. Tel. (11)3873.8555. E-mail: dracintia@uol.com.br


  • Comentário:    
           

    Matérias relacionadas

       
    Emagrecendo após a gravidez 10/09/2001 às 15:48:00

    Descubra os exercícios mais indicados e algumas dicas para que a mamãe emagreça após a gestação.

       
    Cuidados para não engasgar 31/01/2001 às 14:32:00

    Crianças, especialmente entre 2 e 3 anos, apresentam maior risco de engasgar com alimentos (e objetos), até por volta dos 4 anos de idade, quando aprendem a mastigar e a engolir melhor. Aprenda, aqui, como evitar acidentes.

       
    É melhor prevenir que remediar! 18/12/2000 às 16:09:00

    O ditado é velho, mas nunca deve ser esquecido! Prender as crianças em casa não é garantia de segurança, portanto abra os olhos. Acidentes domésticos podem ser evitados se você tomar algumas providências. Confira!

       
    A influência das companhias 07/06/2002 às 14:55:00

    "Diga-me com quem andas e te direi quem és". Esse dito popular ronda as preocupações dos pais assim que as crianças começam a voar. Afinal, como lidar com as amizades... "boas" ou "más"?

       
    Fada Clica 21/03/2012 às 18:36:30

    Apresentamos a mais nova integrante do portal Clicfilhos: a Fada Clica, que veio para proteger os dentinhos do seu filho.