Segunda-feira, 25 de setembro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Mãe perfeita não existe!

Por Beatriz Luna *


Crianças choram, brigam entre si, recusam-se a comer e são capazes de enlouquecer você. Não se desespere!

Você é a pessoa mais importante na vida de seu filho. Mas apesar do relacionamento entre vocês ser maravilhoso, pode trazer muitos momentos de estresse, principalmente nos primeiros anos. Afinal, vocês ainda estão se conhecendo e filho nenhum chega com manual de instrução...


Pensando nisso o clicfilhos elaborou algumas dicas para você aprimorar o convívio com as crianças. Confira!

Acertar é uma questão de tentar

A maternidade é um processo de aprendizado contínuo. Ninguém tem todas as respostas. Às vezes você pensa que está agindo de forma correta e seu filho reage de maneira oposta às suas expectativas. Não se desespere!


  • Lembre-se de que cada fase dos pequenos traz novos desafios e dificuldades. E você, um ser humano simplesmente normal, tem todo o direito de cometer erros.... Esqueça a culpa, pois ela não ajuda em nada! A crescente intimidade entre vocês, pais e filhos, se encarregará de apontar os caminhos da boa convivência.


  • Aceite o fato de que ser mãe muitas vezes é estressante. Preste atenção em si mesma e tente reconhecer quando está a ponto de explodir. Filhos brigando, chorando sem parar, recusando-se a comer, acordando várias vezes durante a noite são situações de rotina em todas as famílias, portanto tente manter o autocontrole.


  • Quando você sentir que está prestes a atingir o ponto de ebulição, tente dar uma parada: vá fazer uma ginástica, massagem, saia para tomar um café na esquina, enfim algo que alivie um pouco o estresse... Permita-se um momento de prazer e relax!


  • Não tente ser supermulher nem isolar-se para resolver tudo sozinha. Procure ajuda! Converse com o pediatra, troque idéias com amigas que também são mães. A troca de experiências pode ser muito produtiva.


  • Cuide do seu estado emocional: ser mãe não significa abrir mão de ser mulher, esposa, profissional, nem
    anular-se em função das crianças. Se você ficar deprimida, estressada e não pensar em si mesma você, terá, também, poucas chances de ser uma boa mãe! Lembre-se: as crianças têm um radar afiado, sabem quando a mamãe não está bem e absorvem todas as tensões familiares.


  • Lembre-se sempre: mãe feliz, criança feliz! Cuide-se bem para poder cuidar bem de seu filho. O desafio é constante, mas muito compensador.


    Se você mora em São Paulo, anote alguns telefones úteis, onde você pode relaxar com massagens, banhos de ofurô e outras terapias alternativas:


  • Associação Brasileira de Rolfing: (0xx11) 5574-5827
  • Luiza Sato (Shiatsu): (0xx11) 3085-5406
  • Kyron SPA: (0xx11) 3095-3000
  • Ciyma - Centro Integrado de Yoga, Meditação e Ayurveda: (0xx11) 3168-5568


    * Beatriz Luna é jornalista e mãe de três filhos pequenos.


  • Comentário:    
           

    Matérias relacionadas

       
    Dicas para proteger seus filhos 26/03/2003 às 13:21:00

    Principalmente as grandes cidades oferecem uma série de riscos para nossos filhos. Veja aqui dicas para protegê-los contra alguns problemas, como assalto e seqüestro.

       
    Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

    Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

       
    Manual do ficar, especial para pais 17/06/2002 às 15:36:00

    Para os pais que não viveram a onda do "ficar".

       
    Crianças especiais 05/11/2003 às 13:40:00

    Classes regulares aceitando alunos com necessidades especiais já são realidade em algumas escolas. Naturalmente, como em toda reformulação, existem dúvidas dos pais. Será positiva a convivência entre crianças com diferenças mais acentuadas?

       
    Aprendiz de Maestro 01/09/2014 às 17:39:04

    Convide seus filhos para assistir à série O Aprendiz de Maestro, produzida pela TUCCA - uma ONG que dá assistência a crianças com câncer. Ao mesmo tempo em que se divertem, vocês ajudam a quem precisa.