Quinta-feira, 19 de outubro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Com a palavra na ponta da língua

Por Sonia Salama * em 20/03/2001


Bate-papo, historinhas de ninar, boa leitura e uma divertida sessão de cinemaoferecem à criança contato com um vasto vocabulário. Apresente seu filho ao mundo da comunicação. Você perceberá uma sensível melhora do domínio da linguagem.

Preste atenção ao jeito como você fala com seu filho. Fez a lição? Que nota tirou na prova? Almoçou direito? Escovou os dentes? Esse questionamento demonstra carinho e zelo, mas parece inquisição quando acaba por aí. Conte histórias, brinque e jogue conversa fora para enriquecer o vocabulário do garoto. Ele vai gostar!


Não descarte atividades ao ar livre: é uma hora importante em que a criança tem contato com coleguinhas, pessoas diferentes e adultos, criando a interatividade necessária para o bom desenvolvimento cultural infantil.


Os pequenos pedem coisas novas sempre que passeiam pelo shopping center, não é? Saiba que o brinquedinho velho é um bom aliado para aumentar o vocabulário, pois a criança estimula a imaginação explorando as possibilidades de diversão com a mesma peça.

Para falar é só começar

Pergunte menos e converse mais. Falta de bate-papo desestimula a criança a comentar, perguntar e contar coisinhas sobre o dia-a-dia. A falta de diálogo gera limitações na argumentação, na explanação e empobrece a linguagem. Deixe seu filho exercitar os diferentes papéis da comunicação.


Assista com a criança a desenhos animados e filmes infantis. Ótima maneira de criar temas comuns. A diversão é garantida e assunto não faltará.


Aproveite o banho, o jantar, a hora de vestir e o momento de dormir para falar com o pequeno. Silêncio absoluto não oferece o mínimo de interação verbal.


Tire o pó dos livros. Mostre interesse pela leitura. Para a criança que ainda não sabe ler, interprete histórias. Encante os maiores folheando páginas com figuras e lendo alguns trechos.


Conte a mesma história várias vezes. A garotada não exige um conto diferente por dia. A repetição interpretada com entusiasmo e criatividade prende a atenção da criança, gerando expectativa e previsibilidade, itens importantes no processo comunicativo.



* Sonia Salama é fonoaudióloga bilíngüe (inglês, português), mestre em Lingüística Aplicada, coordenadora da Clínica Potencial http://www.clinicapotencial.com.br/


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Dicas para proteger seus filhos 26/03/2003 às 13:21:00

Principalmente as grandes cidades oferecem uma série de riscos para nossos filhos. Veja aqui dicas para protegê-los contra alguns problemas, como assalto e seqüestro.

   
Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

   
Palavrões, palavras e palavrinhas 14/02/2001 às 17:12:00

Criança aprende tudo tão rápido! Isso vale para coisas "do bem" e "do mal". De repente seu filho, sem mais nem menos, solta um tremendo palavrão. Após o choque inicial, virão as perguntas inevitáveis: Será que sabe o que está dizendo? Onde aprendeu isso?

   
Crianças especiais 05/11/2003 às 13:40:00

Classes regulares aceitando alunos com necessidades especiais já são realidade em algumas escolas. Naturalmente, como em toda reformulação, existem dúvidas dos pais. Será positiva a convivência entre crianças com diferenças mais acentuadas?

   
Aprendiz de Maestro 01/09/2014 às 17:39:04

Convide seus filhos para assistir à série O Aprendiz de Maestro, produzida pela TUCCA - uma ONG que dá assistência a crianças com câncer. Ao mesmo tempo em que se divertem, vocês ajudam a quem precisa.