Sábado, 29 de abril de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Amamentação, um belo exercício para o bebê!

Por Solange Dorfman Knijnik * em 10/05/2002


Durante a amamentação o bebê exercita diversos órgãos, contribuindo para o desenvolvimento correto da respiração, da mastigação e da fala.

Que amamentar é um ato de amor e proteção ao bebê, acalentando-o com a "orquestra afinadíssima" composta pela pulsação, respiração e voz materna, as mães zelosas estão cansadas de saber. Segundo os psicólogos, todo bebê é fã desse conjunto. Que o leite materno é composto por cerca de 160 substâncias representadas por proteínas, gorduras, carboidratos e, além disso, transfere anticorpos essenciais ao bebê, os pediatras também já garantem há muito tempo.


Os ginecologistas alertam as mães no sentido de que a amamentação ajuda o corpo a recuperar as formas anteriores à gestação, queimando gordurinhas e fazendo o útero voltar ao tamanho original. E, para completar, o papai - orgulhoso e encantado com a visão da mulher amamentando seu filhinho - apóia este hábito, econômico e muito menos trabalhoso.


Agora é a vez de nós, fonoaudiólogos, cantarmos no coro dos "Amigos do Peito". Afinal de contas, amamentar é também auxiliar os nossos filhos a mastigar, respirar e falar corretamente! Na verdade, a amamentação é quase que uma "aula introdutória" dessas funções. Isso porque o exercício que os lábios, língua, bochechas, ossos e músculos da face realizam durante a sucção é fundamental para o desenvolvimento harmônico dessas estruturas. Vejamos o porquê.

Benefícios mil

Talvez você tenha reparado que o bebê nasce "sem queixo", já que este, nos pequenos, é mais para dentro (mandíbula retraída) em relação à parte de cima da boca (maxilar superior). Em decorrência disso, sua língua dispõe de pouco espaço dentro da cavidade oral. É por esse motivo que, constantemente, podemos ver as lingüinhas dos bebês aparecendo entre os lábios naqueles rostos tão bonitinhos...


Por outro lado, o movimento natural que a mandíbula realiza para conseguir abocanhar o mamilo e obter o leite materno é para frente - estimulando seu crescimento - ao mesmo tempo em que a língua eleva-se para comprimir o bico em direção ao palato duro (céu da boca), promovendo então a ordenha.


O hábito de manter a língua elevada em direção ao palato duro durante a deglutição (ingestão de alimentos) é fundamental para a correta conformação da arcada dentária superior, pelo fato da língua moldar o desenho do arco, evitando o seu estreitamento e futuros problemas de apinhamentos dentários, isto é, dentinhos tortos e encavalados.

Dá-lhe exercício!

Como já foi dito, no recém-nascido a língua fica posicionada no soalho da boca (em baixo) e para fora. No esforço para extração do leite os movimentos dela para cima e para dentro irão amadurecer este padrão postural. Percebe-se então que, para mamar, o bebê realiza movimentos opostos aos apresentados na postura habitual, ou em repouso. Daí a amamentação ser uma verdadeira "academia" para ele, sendo possível até observar gotículas de suor na fronte do pequenino!


De "quebra", ao mamar, o bebê exercita os músculos dos lábios e das bochechas para manter a força da sucção, além de, obrigatoriamente, manter a respiração nasal, que é o padrão correto durante toda a vida. Como os órgãos fono-articulatórios - responsáveis pela articulação das palavras e da fala - são exatamente os mesmos exercitados pelo bebê no processo de amamentação (os lábios, a língua, os dentes e o palato duro), podemos concluir facilmente que sua estimulação natural e saudável acarretará, posteriormente, em um desenvolvimento de fala adequado.

Postura correta na hora de mamar

Para concluir, não custa nada lembrar da posição correta para amamentar: a mamãe sentada e o bebê posicionado com a cabeça bem elevada em relação ao corpo. Isso porque a tuba auditiva - o orifício de ligação entre a boca e o ouvido médio responsável pela oxigenação do mesmo - é muito horizontalizada na criança. Assim, se o bebê permanecer deitado enquanto mama, parte do leite certamente escorrerá para dentro de seu ouvido, podendo causar a temida otite, muito dolorosa e prejudicial à audição!


Agora que você sabe mais sobre importância e os benefícios da amamentação, se o seu bebê chorar no meio da madrugada, obrigando você a se levantar - mesmo que você esteja exausta! - para dar-lhe o peito, reflita: para apreciar cada dentinho alinhado de seu filho, para ver o seu sorriso perfeito e para ouvi-lo dizer "mamãe", o quanto você não estaria disposta a investir?


* Solange Dorfman Knijnik é fonoaudióloga clínica em São Paulo. Telefone para contato: (011) 3661-8445.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
O grande reencontro 05/05/2009 às 19:04:00

Em uma grande homenagem ao Dia das Mães, o Clicfilhos conta a você a história de Assílio, que foi separado de sua mãe quando pequeno e, após 30 anos, conseguiu reencontrá-la por meio da Internet.

   
Caminhos para uma boa pesquisa 10/04/2002 às 15:29:00

Para que uma pesquisa renda bons frutos é preciso método, discernimento e foco no assunto. Ensine seu filho a descobrir tesouros numa biblioteca, real ou virtual!

   
Dicas para proteger seus filhos 26/03/2003 às 13:21:00

Principalmente as grandes cidades oferecem uma série de riscos para nossos filhos. Veja aqui dicas para protegê-los contra alguns problemas, como assalto e seqüestro.

   
Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

   
Sem pressa para sair de casa 19/07/2003 às 10:49:00

Hoje em dia, é comum que filhos continuem morando com os pais, mesmo depois de adultos. É a chamada "geração canguru"!