Sábado, 27 de maio de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Festa fora de casa. Que delícia!

Por Aloma Marques *


Bagunça, correria, sujeira, confusão. A festa do seu filho foi um sucesso, mas o que restou, para você, foi um pesadelo. No próximo ano comemore fora de casa. Garanta a diversão e a saúde dos seus nervos!

Com a correria do dia-a-dia, os bufês infantis conquistaram seu espaço no mercado, transformando-se na melhor opção para comemorar o aniversário de nossos filhos. É claro que lugares alternativos como parques, sítios, circo, boliches, por exemplo, fazem um enorme sucesso com a garotada, mas se você realmente quiser ter nenhum trabalho, o mais prático é o bufê.


No entanto, é preciso ter cuidado para acertar na escolha para garantir que o custo-benefício do seu investimento seja positivo, ou seja, não lhe traga dores de cabeça. Festas em bufês não custam pouco, portanto faça um planejamento rigoroso.


Em geral, dois meses de antecedência são suficientes para que você reserve a data desejada, mas caso faça questão de um sábado, na hora do almoço, por exemplo, é mais garantido começar a assinar um contrato com o estabelecimento seis meses antes.

Cuidados para não errar

Antes de se decidir pela escolha do local, considere alguns pontos fundamentais: área disponível, localização, tipo de brinquedos, qualidade da comida, eficiência dos funcionários, segurança, manobristas. Use o seu bom senso ao visitar o local. Geralmente, os pacotes são feitos para 50 pessoas, mas pense bem: uma festa para 50 pessoas num bufê que comporta 200 dá a impressão que todos os convidados desistiram da festa.


Os bufês médios geralmente comportam confortavelmente até 130 pessoas e os pequenos nunca acomodam bem mais de 90. Lembre-se de que neste total estão incluídos as crianças, seus pais e babás. Não se esqueça de contar, também, sua própria família, bem como os avós e tios.


Ainda no quesito ambiente, é bom observar a quantidade de assentos disponíveis, sua localização (perto ou longe dos brinquedos) e a temperatura. Se o local for naturalmente quente, certamente se transformará numa câmara de tortura no decorrer da festa. É interessante que a área destinada aos adultos não fique muito afastada: dessa forma, enquanto conversam, as mães poderão visualizar seus filhotes.


Procure não escolher bufês muito distantes de sua casa ou da escola das crianças. Os preços cobrados variam muito de um bairro para o outro, mas uma pequena economia pode gerar o fracasso da festa. Durante a semana, é muito difícil fazer com que as mães saiam da escola e levem seus pequenos para o outro lado da cidade.

O astro principal é seu filho!

Os brinquedos oferecidos pelo bufê devem ser compatíveis com a idade do aniversariante. É em torno dele e para ele que tudo deve ser escolhido. Há ótimas opções para bebês que engatinham até 3 anos, outras melhores dos 4 aos 8 anos e muito poucas que sejam apropriadas a crianças maiores de 8 anos.


Confira se todos os brinquedos estão funcionando e quantos monitores ficarão cuidando de cada um. Não se deixe levar pelas sugestões dos gerentes sobre a contratação de shows extras, personagens e outros entretenimentos. Essa é uma escolha absolutamente pessoal, que varia de acordo com a vontade do aniversariante e com a disponibilidade financeira da família.


Se o bufê não tem estrutura suficiente para entreter as crianças por um período de quatro horas é porque não tem atividades suficientes, nem monitores preparados para lidar com elas. Lembre-se de que enquanto os pequenos sentam-se para assistir a um show de uma hora, alguns brinquedos são desligados e a equipe de serviço descansa.


Muita cautela, também, com os bufês que tentam lhe empurrar os extras: a mesa de doces que não está no pacote, o bolo especial ou pratos quentes. Muitas vezes, estas são estratégias de venda para aumentar as suas despesas e cobrir certas deficiências do próprio local.

Comida e equipe de serviço

Exija que a comida seja impecável! Os salgados devem ser fritos ou assados na hora, a quantidade abundante e os doces e bolo precisam estar super fresquinhos. Lembre-se de que tudo isso faz parte do pacote e que o público alvo é o infantil.


Peça para provar de tudo, conheça a cozinha, seja bem exigente. Verifique a higiene do local, você está no seu direito! Caso não goste de alguma coisa, não hesite em reclamar. E muito cuidado com falsas promessas de itens especiais para a sua festa: na maioria dos locais isto não ocorre, pois geralmente há um esquema pronto e fornecedores fixos.


A eficiência dos funcionários pode ser verificada no primeiro contato. A paciência é muito importante nesse ramo de atividade, tanto por parte das pessoas que tratam com as mães quanto daqueles que cuidam das crianças. Nem todos estão preparados para este tipo público e podem se atrapalhar. Resolva todas as suas dúvidas antes de contratar a festa.

Faça a escolha certa!

Com tantos bufês à disposição, decidir por um deles não é tarefa simples. Procure ter referências de outras mães e seja específica em suas questões. Quando levar seu pimpolho a festinhas de aniversário, observar todos os detalhes como limpeza dos banheiros, eficiência dos serviços, a animação das crianças. Os pais são parte importante desta escolha, pois os homens tendem a ser mais práticos, menos emocionais.


Se depois de tudo isso você ainda tem dúvidas, saiba que, atualmente, é possível fazer uma festa em casa com todas as novidades que os bufês oferecem, sem que o preço mude em função do número de convidados. Se seu filho deseja atrações especiais, faça as contas e veja se é mais conveniente fazer a festa em casa.


* Aloma Marques é especialista em organizar, elaborar e decorar festas infantis.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
A ditadura da violência 21/12/2003 às 22:24:00

Como os jovens poderão experimentar a tão sonhada liberdade vivendo num mundo extremamente violento e amedrontador? E os pais, conseguirão dormir tranqüilos com seus filhos soltos pela cidade?

   
O jovem e as finanças 14/02/2002 às 16:17:00

Tão importante quanto uma educação formal na escola é o preparo do jovem para enfrentar o mundo com um sólido conhecimento a respeito de dinheiro.

   
Natal solidário 03/12/2007 às 17:42:00

Natal é tempo de alegria e de solidariedade. Conheça algumas campanhas com as quais você e sua família podem colaborar para tornar o Natal de muita gente mais feliz!

   
Interar-te Atividade gratuita para famílias 29/04/2011 às 11:57:06

Dia 11 de julho, quinta-feira, no MAC USP NOVA SEDE - Ibirapuera! Confira!

   
Páscoa, tradição e diversão 29/03/2001 às 17:07:00

Crianças adoram a Páscoa, principalmente quando reviram a casa na caça aos chocolates. Lembre-se, porém, dos significados dessa data!