Quarta-feira, 26 de julho de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Festa de criança, que delícia!

Por Carla Oliveira *


Existem muitas maneiras criativas para você comemorar o aniversário do seu pimpolho. Veja nossas sugestões - da primeira velinha aos 12 anos!

O dia do aniversário do seu filho é uma data muito especial, que merece ser lembrada com carinho. São muitas as opções de festas que você pode organizar para ele, uma mais criativa e divertida do que a outra. Selecionamos algumas sugestões que atendem a todos os gostos - e bolsos. Escolha o tipo de comemoração que combina mais com seu filhote e bom divertimento!

De 1 a 4 anos

Para os pequenos, a melhor opção ainda é uma festa tradicional, com direito a bexigas, decoração temática, salgadinhos, docinhos, palhaços, piscina de bolinhas, bolo com cobertura e lembrancinhas no final. Você pode realizar a festa em um bufê, sem ter trabalho algum. Basta conhecer o lugar, escolher a decoração, assinar o cheque e aproveitar. É importante experimentar os salgados e doces antes, para avaliar a qualidade, e verificar se há monitores suficientes para tomar conta dos pequenos nos brinquedos.


Mas, os preços dos bufês nem sempre são acessíveis. Uma opção mais barata é fazer a festa em casa. Dá trabalho, mas você certamente irá se divertir bastante. Para conseguir dar conta de tudo, é preciso ir organizando a festa aos poucos, com bastante antecedência. O primeiro passo é ir a uma loja de artigos para festas para comprar todos os apetrechos necessários: bexigas, chapeuzinhos, convites, enfeites de isopor, forminhas de brigadeiro, brindes para distribuir no final, etc.


Para servir, encomende aqueles salgadinhos que todo mundo gosta - coxinha, bolinha de queijo, pastel, cachorro quente, esfiha - e compre bastante refrigerante, suco e cerveja para os adultos. O brigadeiro e o bolo você mesma pode fazer, mas se não tiver tempo, pode encomendar também. Lembre-se: nada de bolo de nozes ou de frutas! Crianças gostam mesmo é de bolo de chocolate.


Para animar a festa, você pode contratar um mágico ou um palhaço ou mesmo contar com a ajuda dos parentes para entreter a garotada. Amarrando uma bexiga nos pé de cada criança, você já garante uma brincadeira divertida: eles têm que estourar as bexigas dos outros com os pés e ganha aquele que permanecer com sua bexiga intacta. Pega-pega, corrida do saco, dança das cadeiras, passa anel e cabo de guerra também valem! Mas, guarde um pouco de fôlego para limpar a bagunça assim que todos forem embora!

De 4 a 7 anos

Nessa idade, as festinhas tradicionais, sejam em um bufê ou em casa, ainda são uma boa alternativa. Mas, se você quiser variar um pouco, existem outras opções, como as lanchonetes do tipo fast-food. Elas oferecem sanduíches, bolo e monitores para animar as crianças, por um preço bem razoável. A área reservada para festas geralmente é pequena, por isso esse tipo de comemoração só vale se o número de convidados for proporcional.


Para as festas em casa, como as crianças já estão um pouco mais crescidinhas e entendem melhor as coisas, você pode escolher um tema interativo. Uma festa do tipo "salão de beleza" faz muito sucesso entre as garotas. Você contrata um cabeleireiro e ele inventa modos criativos para arrumar as madeixas da meninada, usando presilhas, gel, tiaras, faixas, spray colorido, etc. Não pode faltar também uma manicure especializada que faça desenhos nas unhas delas, usando esmaltes coloridos. Para finalizar o visual, elas vestem uma roupa bem transada, que a mãe da aniversariante mesma pode escolher, e tem início um desfile de modas, com direito a passarela, fotos e tudo o mais.


Aí vai outra idéia original: separe um espaço no quintal ou no salão de festas, forre as paredes com papel - aquele que vem em rolos grandes - e providencie muita tinta, purpurina e giz de cera, para que não sobre um único espacinho em branco. Peça para que os convidados venham com roupas velhas, pois a idéia da festa é mesmo se lambuzar! Use tinta guache, que não mancha a roupa e poderá ser removida do chão com facilidade. Cada convidado poderá ter também um cavalete com uma tela para pintar e poderá levar sua obra de arte para casa. Providencie também argila, massinha de modelar e sucata para eles fazerem esculturas. De lembrancinha, cada convidado pode ganhar uma aquarela e um pincel. É preciso ter energia para agüentar a bagunça, mas vale a pena!

De 7 a 12 anos

A partir dos sete anos, as crianças já não querem mais saber dessas festinhas, pois acham que já estão crescidinhas demais. Nessa idade, os parques de diversões e os parques aquáticos são os campeões da preferência. Os convidados brincam à vontade o dia todo e depois cantam os parabéns em uma sala especial. Alguns parques oferecem monitores para a garotada, outros não. Informe-se antes e, se for necessário, conte com a ajuda de outras mães para ficar de olho na garotada.


Uma festa no boliche é diferente e as crianças também adoram. Mesmo quem nunca jogou antes se diverte à beça tentando fazer um strike! Em geral, os boliches oferecem uma boa estrutura para festas. As crianças podem jogar por duas horas, enquanto saboreiam lanches, pastéis e salgadinhos, e depois cantam os parabéns em uma sala reservada. Dê preferência aos boliches que ficam dentro de shoppings, assim os pais podem passear e até fazer compras enquanto seus filhos estão na festa. Cada pista de boliche corresponde a seis jogadores, por isso o ideal é que o número de convidados seja um múltiplo de seis - 6, 12, 18, 24, 30 e por aí vai - para que os jogos fiquem completos.


Nas casas de jogos eletrônicos, a diversão também é garantida. Cada convidado recebe um cartão que dá direito a utilizar todos os brinquedos por um tempo pré-estabelecido, em geral duas horas. Depois, a comemoração é feita em uma sala reservada, onde são servidos lanches e o bolo. É diferente, prático e não estoura o orçamento!


Para os meninos, uma boa opção é alugar uma quadra ou campo de futebol society por algumas horas. Dois times começam jogando. Ao término da partida, quem vence fica na quadra e enfrenta o próximo time - e assim sucessivamente. Os garotos também podem realizar um pequeno campeonato, com troféu para o primeiro colocado, desde que não haja brigas e que ninguém fique chateado por não vencer. É importante ter um adulto para fazer o papel de juiz! No final, cansados e suados, eles terão uma bela recompensa: muita comida e doces à vontade. Você pode até fazer um churrasco, se o lugar tiver estrutura para tal.


Em casa, a festa também pode ser muito divertida! Peça pizza pelo telefone ou passe naquela lanchonete que eles adoram. É prático, econômico e certamente os pequenos vão gostar! Mas, não se esqueça do bolo e dos brigadeiros, que são indispensáveis! Para entreter a garotada, jogos de mímica, de adivinhação e de perguntas e respostas são ideais. Divida em galera em dois times com nomes engraçados e vá marcando os pontos em uma lousa. A competição vai ficar bem animada!



Para ler sugestões de festas para adolescentes, clique aqui.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Dicas para proteger seus filhos 26/03/2003 às 13:21:00

Principalmente as grandes cidades oferecem uma série de riscos para nossos filhos. Veja aqui dicas para protegê-los contra alguns problemas, como assalto e seqüestro.

   
A ditadura da violência 21/12/2003 às 22:24:00

Como os jovens poderão experimentar a tão sonhada liberdade vivendo num mundo extremamente violento e amedrontador? E os pais, conseguirão dormir tranqüilos com seus filhos soltos pela cidade?

   
Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

   
O fantástico mundo dos canhotos 25/08/2006 às 10:59:00

Eles levantam com o pé esquerdo, mas não é porque são azarados. Conheça as dificuldades e as vantagens de ser canhoto.

   
O jovem e as finanças 14/02/2002 às 16:17:00

Tão importante quanto uma educação formal na escola é o preparo do jovem para enfrentar o mundo com um sólido conhecimento a respeito de dinheiro.