Segunda-feira, 18 de dezembro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Comendo sem limites

Por Luiza Helena Marcondes *


Hambúrgueres, refrigerantes, salgadinhos, guloseimas. E uma legião de crianças engrossando as fileiras da obesidade! Acredite: uma alimentação adequada e exercícios físicos podem evitar esse problema.

"A obesidade infantil é uma questão a ser tratada com muita seriedade. Fizemos, na universidade, alguns estudos específicos em escolas particulares. O resultado obtido foi alarmante: 40% dos estudantes são obesos", relata Sandra Chemin, professora e coordenadora de nutrição do Centro Universitário São Camilo, em São Paulo.


A partir de um ano e meio de idade, de acordo com a professora, já é possível diagnosticar uma criança obesa. Compare o tamanho de seu filho com o dos amiguinhos. Observe se, em relação aos outros, a diferença de peso é muito grande. Em caso positivo, recorra a um especialista. O pediatra poderá encaminhar você a um endocrinologista e a um nutricionista, que saberão diagnosticar o princípio de algum problema.


Muitos fatores explicam o aumento exagerado do peso. Contudo, o tratamento é possível e, com uma dieta adequada, a criança poderá chegar à vida adulta nos padrões físicos considerados normais. Até mesmo as que nasceram em famílias de obesos. Se o pai e mãe são gordos, ou seja, têm uma predisposição a absorver os alimentos e metabolizá-los de forma diferente, acumulando gordura, o filho não será necessariamente igual. "Tudo depende do diagnóstico precoce", garante a nutricionista.

Conflito com o espelho

A obesidade pode ser tratada. Com a mudança dos hábitos alimentares e a prática de atividade física, o problema pode acabar na transição da infância para a adolescência. "Até a menarca (primeira menstruação) nas meninas, que ocorre por volta dos 11 anos e o estirão dos meninos (crescimento rápido, geralmente por volta dos 14 anos), o controle é mais fácil", diz Sandra.


Segundo ela, no início da puberdade os jovens ficam mais vaidosos e querem perder peso rapidamente, ao contrário das crianças. Os pequenos não entendem que estão gordos e querem comer de tudo, principalmente guloseimas. "É difícil obrigar uma criança a fazer dieta. Nessa fase, a participação dos pais é fundamental". Para a nutricionista, jamais alguém conseguirá fazer regime se encontrar a despensa repleta de chocolates, salgadinhos, etc. Neste caso, a família toda tem que alterar os hábitos alimentares.

Mudança de hábitos

  • Quando for ao supermercado evite comprar bolachas, refrigerantes, balas, chocolates. Se não for possível, substitua pelos similares diet e light que são menos calóricos.


  • Prefira abastecer sua geladeira com frutas e legumes. Controle o peso de seu filho reduzindo a quantidade de gordura e massas em geral. Explique que estes alimentos, se consumidos em excesso, fazem mal a saúde.


  • Incentive-o a praticar esportes. Se ele não gostar das atividades físicas convencionais, como natação, futebol, ginástica em geral, procure algo que lhe dê prazer. Vale passear com o cachorro em volta do quarteirão, descer e subir escadas (principalmente se você mora em apartamento), andar de bicicleta, patins, patinete. O importante é queimar calorias.


  • Elogie seu filho a cada quilo perdido. Ele vai se sentir mais motivado. Quanto aos líqüidos, ofereça sucos (sem açúcar), muita água e água de coco. São as melhores formas de hidratar e repor os nutrientes e minerais perdidos durante a prática de exercícios.


  • Se o sabor adocicado for muito importante para ele, apele para os adoçantes artificiais, sempre à base de aspartame. E lembre-se: toda dieta deve ser orientada e acompanhada por um especialista.


  • Comentário:    
           

    Matérias relacionadas

       
    Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

    Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

       
    Emagrecendo após a gravidez 10/09/2001 às 15:48:00

    Descubra os exercícios mais indicados e algumas dicas para que a mamãe emagreça após a gestação.

       
    Milho, o rei dos cereais. E da garotada! 15/09/2003 às 20:36:00

    O milho faz um enorme sucesso entre as crianças e, além de saboroso, é muito nutritivo. Aprenda a fazer doces e salgados deliciosos com esse cereal. As receitas são da turma do Sitio do Picapau Amarelo!

       
    Sol na medida certa 29/01/2001 às 14:13:00

    O sol faz bem à saúde, mas nada de exageros. Nem muito nem tão pouco. Conheça os segredos para manter a pele de seu filhote bem cuidada e longe das agressões das queimaduras.

       
    Meu filho não quer comer! 11/04/2003 às 12:25:00

    Por mais que você se esforce, ele vira o rosto, faz cara feia, chora e se recusa a comer. Saiba porque isso pode estar acontecendo com seu filho.