Sexta-feira, 20 de outubro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Palavra do especialista, Morte



Meu pai está muito doente e tenho dois meninos, de quatro e doze anos. O mais novo chora muito e o mais velho fechou-se. Sou separada e a figura paterna para eles era o avô. Ajudem-me, por favor.



A tristeza e a dor ante a possível perda não é coisa proibida nem anormal nas crianças e cada uma "se defende" como pode. É importante que vocês três conversem bastante e não fiquem chorando cada um em seu canto, afinal em uma família todos devem se apoiar. Falar da morte, seja ela conhecida ou possível, acaba sendo doloroso para nós, adultos, porque entramos em contato com nossa própria finitude e morte, porém tente evitar omissões ou mentiras.


Minha vizinha, que meu filho de cinco anos considerava como uma avó, faleceu de repente. Dois dias depois meu cunhado foi brutalmente assassinado, meu filho pediu para ir no enterro, participou de tudo e agora vive pelos cantos, agressivo, começa a chorar e não me diz o motivo. Como devo agir? Ele pode esta depressivo?


É normal que seu filho fique assim, ansioso, chorando, com agressividade, medo ou insegurança. Ele está elaborando as perdas - o luto - afinal, em poucos dias perdeu duas figuras queridas e importantes. Porém se o quadro se prolongar por muito mais que oito meses, consulte uma psicóloga.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Palavrões, palavras e palavrinhas 14/02/2001 às 17:12:00

Criança aprende tudo tão rápido! Isso vale para coisas "do bem" e "do mal". De repente seu filho, sem mais nem menos, solta um tremendo palavrão. Após o choque inicial, virão as perguntas inevitáveis: Será que sabe o que está dizendo? Onde aprendeu isso?

   
Morte, um assunto delicado... 13/02/2001 às 19:07:00

É muito freqüente, em nossa cultura, que temas como morte, sexualidade, doença, se transformem em grandes tabus provocando, nos pais, uma grande ansiedade quando se deparam com as perguntas de seus filhos. Isso é normal, portanto relaxe.

   
Como lidar com a erotização precoce 03/05/2001 às 14:46:00

O medo dos pais em deixar seus pequenos com o controle-remoto nas mãos é justificável. Sabe porquê? Alguns programas de televisão estão assustando até os adultos mais liberais.

   
Apatia juvenil, em que medida ela é real 28/08/2002 às 14:55:00

No início da adolescência bate aquela preguiça para tudo. O que fazer para "sacudir" essa meninada? Existem saídas?

   
Você sabe onde está o seu filho? 27/04/2011 às 14:41:39

Seu filho adolescente saiu para uma “balada” com os amigos – como você lida com isso?