Quinta-feira, 09 de abril de 2020
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Seu bebê e os astros

Por Lucia Mais Pereira de Castro *


Nenhum nascimento acontece por acidente. Por trás de cada vida há um propósito, que parece bem marcado no mapa astral de cada um. Porém, o que é mapa astral?

Mapa astral é um gráfico onde está estampada a fotografia do céu no momento do nascimento, por meio de símbolos das constelações, planetas e suas relações entre eles. A partir daí, estabelece-se uma linguagem - a astrológica - onde o astrólogo fica incumbido de interpretar o reflexo do cosmos sobre o homem. À medida em que vai se conhecendo esta linguagem, torna-se possível identificar e estudar os caminhos do sucesso, as necessidades e as angústias de cada um.

Em geral, as pessoas procuram pelo mapa astral a partir da adolescência e, principalmente, na fase adulta quando as crises começam a surgir.

Para entender melhor, vamos ao mapa. E direto para a casa quatro, a casa que representa a origem. Todo mundo, ao nascer, tem como seu primeiro modelo masculino o pai, e como modelo feminino a mãe. O recém-nascido percebe o meio ambiente, "sente" as queixas da mãe, os acessos de raiva do pai e as atividades do dia-a-dia da casa. Estas impressões são "fixadas" no bebê e irão influenciar diretamente na estrutura da sua personalidade.

Um exemplo comum - que comprova essa teoria - faz parte da rotina de qualquer família: quando os pais discutem perto do bebê, este começa a chorar. Estas experiências, por ora apenas percebidas, são arquivadas e vão se manifestar mais tarde, sob forma de crise.

Outro lado fundamental encontrado no mapa é a descoberta do pai dominante, o que não significa uma questão de amor ou de afinidade mas, aquele que exerce uma influência mais forte sobre a criança (pai ou mãe) na época da formação da personalidade, de 0 a 3 anos. Uma vez descrita a personalidade e o temperamento, vamos examinar outras áreas dentro dos 12 campos inseridos no mapa (financeiro, estudos e vocação, casamento, sociedades, saúde, amizade, amor, etc).

Se, ao completarmos a interpretação de um mapa, conseguimos completar o potencial de um ser humano, por que não estimular os pais e responsáveis a solicitarem o mapa de suas crianças logo ao nascer? De posse dessas informações, poderemos planejar e acompanhar cada criança com um valioso instrumento de diagnóstico nas mãos, ajudando a descobrir e evitar desagradáveis bloqueios, bem como enfatizar os talentos naturais e tendências. Quando compreendermos as circunstâncias da infância que acentuaram o desenvolvimento de um determinado conceito de vida, estaremos livres para mudarmos nossas reações.

Leia, agora, sobre a personalidade de cada signo.

* Lucia Mais Pereira de Castro é astróloga em São Paulo.
luqaf@ig.com.br


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Momento Clicfilhos - Leitura, desafio de pais e professores 13/02/2020 às 16:18:58

Habituar os filhos a mergulhar nos livros nem sempre é fácil. Aprenda, aqui, como estimulá-los.

   
Momento Clicfilhos - Afinal, para que serve a mesada? 13/02/2020 às 15:58:02

Os filhos pedem, e como pedem! Querem brinquedos, roupas de griffe, jogos de videogame, guloseimas... Como fazer da mesada uma aliada?

   
Momento Clicfilhos - Bullying, violência na escola 13/02/2020 às 15:20:51

Humilhação, intimidação, ameaça. Diariamente, estudantes de todas as idades são vítimas desse tipo de violência moral na escola. Os agressores são seus próprios colegas. Como lidar com essa situação?

   
Momento Clicfilhos - Animais, alegria para toda a família 13/02/2020 às 15:16:32

Animais de estimação oferecem carinho e companhia, ajudando até a curar a depressão. Quem resiste?

   
Momento Clicfilhos - Com açúcar, com afeto... 13/02/2020 às 15:08:46

Você entra no quarto do seu filho e sente como se um furacão tivesse passado por ali: gavetas semi-abertas, roupas para fora, brinquedos espalhados pelo chão, lápis, livros e cadernos sobre a cama ...