Quarta-feira, 22 de novembro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Bebês globalizados

Por Luiza Helena Marcondes *


Inglês fluente com 3 anos de idade? Se você acha que é muito cedo para seu filho começar a aprender a segunda língua, fique ligado: algumas escolas aceitam crianças a partir dos 12 meses, desde que saibam andar.

Você, que está conectado à Internet nesse instante, lendo um artigo no Clicfilhos, sabe muito bem: falar inglês é gênero de primeira necessidade para quem não quer perder o bonde da globalização. Por isso mesmo muitos cursos de línguas estão se aperfeiçoando para ensinar a alunos com pouquíssima idade uma língua estrangeira. Se seu filhote tem 1 ano e já sabe falar, pode ser apresentado ao verbo To Be.


"Aprender um novo idioma deve ser uma atividade lúdica, divertida", garante a professora Cláudia De Lúcia Leite, da C&C Language, que foi apresentada ao inglês aos 5 anos de idade, quando sua família mudou-se para a Inglaterra. De acordo com ela, a aprendizagem deve envolver situações do cotidiano da criança e muitas brincadeiras. Vale tudo para prender a atenção dos pequenos: música, jogos, ginástica, fantoches, desenhos, vídeos, aulas de culinária e artes plásticas.

É cedo para começar?

A idade ideal para iniciar o processo de alfabetização na segunda língua não está definida. Contudo, estudos recentes revelam que o ser humano tem maior capacidade de aprender idiomas até os 10 anos.


"Na primeira infância, a criança assimila com mais facilidade e consegue pensar em inglês. Depois dos 7 anos, a tendência é traduzir as frases", explica a americana Carol Ann Fontes, professora na mesma escola. Então, quanto mais cedo começar o estudo de línguas, melhores serão os resultados.


No princípio, os alunos são apresentados a um vocabulário básico. A gramática é introduzida aos poucos. "Da mesma forma que começaram a falar a língua nativa, passam a automatizar o discurso em outro idioma", conta Carol. Depois de um mês de aula a criança consegue formar frases em inglês, segundo a professora.

Bebês bilingües

Quando os alunos ingressam na escola com 12 ou 15 meses, a presença de um dos responsáveis é fundamental. E se os pais não tiverem disponibilidade de tempo, é preciso alguém que deixe a criança à vontade, pois ela pode estranhar o ambiente e começar a chorar. "A mãe acompanha as primeiras aulas até que o filho se sinta solto e confiante", diz Cláudia.


Para assimiliar e compreender o novo idioma, desde o primeiro dia de aula, a comunicação é feita em inglês. "Por meio de gestos e com ilustrações, a criança aprende", diz a professora americana. O fundamental é divertí-la. Segundo a educadora, a possibilidade de confusão entre as linguaguens é pequena. As conexões entre os neurônios que determinam a habilidade de falar uma outra língua são estabelecidas na primeira infância. Portanto, quanto mais estímulos receber, melhor será o domínio das duas.


A fixação do idioma é feita com a repetição de palavras a cada aula. E a fluência varia de aluno para aluno. Mas quanto menor ele for, mais rápido será o processo. "Com 14 anos alguns adolescentes prestam o exame da Universidade de Cambridge para obter o certificado e são aprovados com facilidade", garante Carol.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Arte à Primeira Vista: Páginas de uma história 19/09/2014 às 16:34:58

Se você mora em Belo Horizonte ou vai passar por lá nas próximas semanas, não pode deixar de conferir a mostra de arte contemporânea que vai encantar as crianças e os adultos.

   
Ensinando a pensar 13/08/2001 às 14:58:00

O que é mais importante em uma escola: matérias e conteúdo ou que o aluno aprenda a pensar?

   
Bilhetes e bilhetinhos... 06/09/2001 às 14:20:00

Na semana passada o seu filho trouxe da escola um bilhete da professora com uma anotação sobre o comportamento inadequado na sala de aula. Hoje chegou outro dando ciência da falta de uma lição. E você, como se sente?

   
Sol na medida certa 29/01/2001 às 14:13:00

O sol faz bem à saúde, mas nada de exageros. Nem muito nem tão pouco. Conheça os segredos para manter a pele de seu filhote bem cuidada e longe das agressões das queimaduras.

   
Solidários desde a infância 05/04/2001 às 16:29:00

Você sai de carro com seu filho. Ao aproximar-se de um sinal, uma criança se aproxima da janela e, rapidamente, você fecha os vidros. Seu filhote fica supreso, parece não entender o que se passa. Como falar de nossos medos? Como explicar o inexplicável?