Quinta-feira, 19 de outubro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Fraldas, problemas e soluções

Por Luiza Helena Marcondes *


Esclareça suas dúvidas sobre intolerância, assaduras, dermatites causadas pelas fraldas e aprenda como fazer o treino do penico.

A fralda é uma "roupa" essencial ao bebê mas, às vezes, se torna um verdadeiro problema. Algumas crianças têm lesões e assaduras freqüentes. Outras já parecem tão apegadas a elas, que abandoná-las é uma missão quase impossível. Confira algumas dicas para driblar esses impasses.

Confira as lesões

Quantas vezes você foi trocar seu bebê e encontrou algumas bolinhas ou pequenas irritações? Saiba que ele pode estar com intolerância à fralda. De acordo com o pediatra César Lizo, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, os pais podem perceber os primeiros sinais de alteração quando verificam que a região que está em contato direto com fralda apresenta lesões. Observe se o bumbum ou os genitais da criança estão vermelhos, com ferimentos ou descascando. Mas antes de tomar qualquer providência converse com o pediatra.


Só o especialista poderá diagnosticar corretamente o problema, pois outras pessoas podem confundir os termos dermatite de fraldas com assadura. "Na verdade, essas doenças são semelhantes, o que ocorre é que estão em diferentes estágios", explica o especialista.


Segundo dr. César, poucas crianças apresentam a dermatite de fraldas, no primeiro semestre de vida. O problema ocorre devido à sensibilidade da pele do bebê. Entretanto, com pequenas mudanças em sua rotina é possível evitar ou reduzir o mal. Veja, a seguir, o que fazer:


- Fralda descartável


  • Se a criança utiliza fraldas descartáveis, troque a marca. Na composição do produto existem diversas substâncias - desde o algodão até perfume - capazes de se tornar inimigas da pele de seu pimpolho.


    - Fralda de pano

    Se seu filho usa fraldas de pano, o cuidado deve ser redobrado. Tanto o sabão em pó como o amaciante utilizados na lavagem podem causar lesões.

  • Lave as fraldas com sabão de coco ou sabão neutro.

  • Ferva as fraldas. Não é necessário colocá-las dentro de uma panela. Ponha num balde e despeje a água fervente sobre elas.

  • Enxágüe bem para eliminar todas as bactérias que ficaram alojadas no tecido.

  • Passe a ferro. O calor é essencial para matar os microorganismos que às vezes não são eliminados na lavagem.

    Como retirar as fraldas

    Retirar as fraldas de seu pimpolho não é uma tarefa nada fácil. É preciso muita paciência, dedicação e esforço dos pais - além da colaboração do pequeno! - para conseguir um bom resultado. Você pode iniciar o treino do penico quando seu filho estiver com aproximadamente 1 ano e 3 meses. "Nessa idade, as crianças começam a perceber que o xixi passa pela uretra e o cocô pelo ânus. Quando adquirem a consciência de que estão sujos, os pequenos reclamam e manifestam o desejo de serem trocados", diz dr. César Lizo.


    Se ele já reclama, ótimo! Assim será muito mais fácil livrar o pequeno das fraldas. Entretanto, se a criança ainda não chegou a esse ponto e nem sonha em ter um lugar específico para fazer suas necessidades fisiológicas, comece a conversar com ela e inicie o ensaio do penico.


    Antes de forçar seu filho a qualquer atitude, escolha qual a melhor opção para iniciar o treinamento. Você pode optar por comprar um penico ou já iniciar a apresentar a privada a criança. Mas lembre-se: se preferir o vaso sanitário, o assento deve ser adaptado. "É muito importante ter um redutor de privada para que a criança fique confortável e não tenha a sensação de que vai cair a qualquer instante", argumenta o pediatra.



    Outra atitude essencial, caso a criança utilize o vaso, é arranjar uma caixa ou qualquer outro objeto com mais ou menos 30 cm de altura, para que apóie os pés. "Quando se evacua os músculos abdominais se contraem. Para que este movimento fique mais fácil, é necessário que os pés fiquem fixos no chão", explica o especialista.


    Inicie o treinamento pelo controle das fezes, que é mais fácil para a criança. Só depois faça o mesmo com o xixi.

  • Observe os horários que normalmente seu filho costuma evacuar.

  • Quando estiver próximo da hora leve-o ao banheiro, coloque-o sentado na privada ou no penico e aguarde o grande momento.

  • Fique ao lado da criança até o fim. É extremamente importante a companhia dos pais nesse período, para incentivar e dar apoio. Lembre-se: essa é uma importante fase de transição em seu desenvolvimento e você deve ter muita paciência.


    Esse treino, segundo o dr. César, vai levar aproximadamente seis meses. Mas enquanto isso deixe a criança dormir com a fralda. O controle noturno é mais complicado e só deve ser iniciado quando o pequeno estiver habituado a pedir para ir ao banheiro. Após um ano, aproximadamente, seu filhote já estará livre das fraldas.


  • Comentário:    
           

    Matérias relacionadas

       
    Dicas para proteger seus filhos 26/03/2003 às 13:21:00

    Principalmente as grandes cidades oferecem uma série de riscos para nossos filhos. Veja aqui dicas para protegê-los contra alguns problemas, como assalto e seqüestro.

       
    Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

    Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

       
    Paz em casa 31/07/2002 às 13:46:00

    Dicas preciosas da revista Meu Nenê e Família

       
    Manual do ficar, especial para pais 17/06/2002 às 15:36:00

    Para os pais que não viveram a onda do "ficar".

       
    Crianças especiais 05/11/2003 às 13:40:00

    Classes regulares aceitando alunos com necessidades especiais já são realidade em algumas escolas. Naturalmente, como em toda reformulação, existem dúvidas dos pais. Será positiva a convivência entre crianças com diferenças mais acentuadas?