Quinta-feira, 22 de junho de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Mudança de casa, de cidade, de vida...

Por Beatriz Luna *


Toda mudança gera tensão, seja ela grande ou pequena. Por isso, organize-se, peça ajuda e não tente bancar a heroína que dá conta de tudo.

Mudar não é fácil. Seja de casa, de cidade, de país, ou até mesmo de escola. Se já é complicado para os pais enfrentarem essa situação, imagine a dificuldade de lidar com as emoções que passam pela cabeça dos filhos. E você, que certamente também está estressada, não pode deixar a peteca cair!


Se permitir que o desespero tome conta e ficar correndo para lá e para cá sem planejamento, vai deixar todo mundo louco, brigar com as crianças e com marido pelos mais ridículos motivos.


O melhor a fazer, quando a mudança é inevitável, é se organizar com mil listas e pedir ajuda aos amigos e parentes. Não esqueça de que você até começando uma nova fase de vida e que, para todo início, é necessária uma dose extra de energia e disposição.


Para quem tem crianças pequenas (entre dois e quatro anos) é um pouco mais fácil quando a mudança é de país ou de cidade, pois elas ainda não se apegam tanto aos amiguinhos e às pessoas de uma maneira geral. Nessa fase são mais ligados ao núcleo familiar, ou seja, pai, mãe, irmãos, e aos objetos (ursinho, boneca, cobertor). Já as crianças mais velhas estabelecem vínculos emocionais muito mais fortes no âmbito social.

Dicas para aliviar o trauma

  • Explore os sentimentos dos pequenos: a partir do momento em que a mudança estiver realmente decidida, trate de conversar sobre o assunto. Evitar o tema não resolve o problema, aliás, piora. Deixe que as crianças verbalizem seus sentimentos livremente. Elas precisam elaborar suas perdas!


  • Procure levar as crianças para visitar a casa nova (ou a cidade, ou a escola) antes da mudança. Essa atitude ajuda a diminuir o medo em relação ao desconhecido.


  • Monte um álbum de fotografias com as pessoas e lugares de que os pequenos mais gostam. Boas lembranças são um grande conforto.


  • Envolva seus filhos no processo da mudança. Peça "ajuda" na escolha da decoração do novo quarto, enfim, no que eles puderem em função da idade e da maturidade. Isso faz com que, de certa forma, eles se sintam no controle da situação.


  • Deixe que organizem algumas das caixas de mudança, principalmente aquelas que contêm os seus brinquedos.


  • Se a mudança for de casa, trate de celebrar! No primeiro dia, faça algo diferente com as crianças, leve-as para jantar fora, compre um bolo especial, arme um acampamento na sala! Aí, sua imaginação é o limite.


    * Beatriz Luna é jornalista e mãe de três filhos pequenos.


  • Comentário:    
           

    Matérias relacionadas

       
    Paz em casa 31/07/2002 às 13:46:00

    Dicas preciosas da revista Meu Nenê e Família

       
    O tal do aquecimento global 19/09/2007 às 09:34:00

    Entenda o que é este fenômeno e saiba como você e sua família podem contribuir para evitá-lo.

       
    Dicas para presentear os professores 11/11/2002 às 14:14:00

    Não sabe qual presente dar ao professor do seu filho neste final de ano? Confira nossas dicas!

       
    Estimule o lado artístico com a fotografia! 02/10/2002 às 13:26:00

    Tire seu filho da frente da TV e incentive-o a explorar as paisagens, os animais e brincar com seus amigos por meio da fotografia.