Terça, 25 de julho de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Lições no dia a dia

Por Lucy Casolari *


Os professores e os colégios se dedicam, mas não conseguem dar conta de todo o conhecimento e habilidades que a criança deve desenvolver. Haverá outras formas de estimular a aprendizagem?

Hoje em dia, mais do que nunca, ninguém acredita que a escola seja capaz de ensinar tudo. Ao mesmo tempo, a necessidade de atualização e aprendizagem contínua torna-se cada vez mais importante para nossa vida profissional e pessoal. Como desenvolver e estimular o conhecimento de seu filho? Explorar a aprendizagem informal é uma opção, pois estende o campo de referências e amplia o universo de percepções e conhecimentos. Para isso, basta que os pais aproveitem as situações do dia a dia e, se desejarem, programem outras atividades com essa intenção.

Explorando as viagens

Quando pegar a estrada no fim de semana ou nas férias, procure estar atento à paisagem, relevo, vegetação e pontos interessantes que possam surgir em seu trajeto. Dessa forma, você pode explorar conceitos desde a área de geografia até a matemática, trabalhando também a língua portuguesa, naturalmente, pela leitura e escrita das placas e cartazes.


Deixa-se passar, algumas vezes, excelentes oportunidades de chamar a atenção das crianças para aspectos peculiares do que se enxerga através da janela do carro. Em outros momentos, surpreendidos pelas perguntas inquietantes dos "geninhos" e, achando que têm a obrigação de saber tudo, os pais ficam tão embasbacados que o assunto morre, quando poderia ser o começo de uma instigante pesquisa.

Um olhar especial para as cidades

Quando visitar uma cidade desconhecida ou mesmo circulando pela sua, procure prestar atenção às praças, parques, jardins, monumentos, avenidas e prédios públicos. Tudo o que estiver em seu caminho pode ser explorado. Converse com o seu filhote sobre as características dessas construções e tente, com ele, imaginar em que épocas foram construídas.


Se tiver oportunidade, informe-se um pouco mais, fazendo perguntas para as pessoas que moram nesses locais ou consultando guias turísticos. Lembre-se de que esse olhar especial vai além das curiosidades históricas. Você estará ensinando, de um jeito prazeroso e informal, seu filho a se interessar e a pesquisar sobre o que não sabe.

Horizontes mais amplos

Outra possibilidade interessante para ser explorada é a visita a museus e exposições. Ultimamente uma série desses eventos ocorre, com grande afluxo de público, em várias cidades. É importante escolher o programa de acordo com a idade e interesse das crianças. Lembre-se de que o tempo de permanência nesses espaços é proporcional à capacidade de atenção de seu filho nesse momento da vida e, também, à disponibilidade do acompanhante.


O primeiro passo para a realização dessas atividades é, sem dúvida, a sua sincera motivação, desejo de visitar, apreciar, ter preferências... A visão que o adulto tem sobre essas atividades contagia a criança: o seu entusiasmo propicia o melhor aproveitamento desse rico momento para o estímulo da aprendizagem. Então participe! Coloque perguntas e apresente questões e vá, junto com seu filho, em busca das respostas.

Lendo e aprendendo

Programe, de vez em quando, passeios a livrarias para promover o contato com os livros. Algumas dessas lojas têm espaços especialmente planejados para a seção infanto-juvenil, aconchegante e informal, o que facilita o manuseio e a escolha dos temas de maior interesse. Além disso, visite as bibliotecas circulantes, excelentes oportunidades para demonstrar que é possível ter acesso a livros sem, necessariamente, comprá-los.


Se você tiver o hábito de freqüentar sebos, leve seu filho junto! Pode ser uma experiência bastante interessante para ele também. Nunca é demais lembrar a importância da ler para os filhos, seja na hora de dormir ou em algum outro momento do dia ou do final de semana. Contar e ouvir histórias são, com certeza, uma das melhores maneiras de formar um futuro leitor, um requisito necessário para que a aprendizagem seja, sempre, mais produtiva.


O dia-a-dia oferece, a quem tem olhos de ver e ouvidos de ouvir, como já disse um escritor, uma série de situações em que a aprendizagem pode ser estimulada de maneira informal, mas nem por isso menos importante. Afinal, quantas coisas se aprendem assistindo a um bom filme, peça de teatro, ou concerto no parque...


Procure estar atento para aproveitar a curiosidade e lidar com as hipóteses das crianças. Propor questões partindo da realidade do momento parece ser a melhor forma. Claro, não é preciso dar-se ares professorais, ao contrário, evite aquela postura de "atenção, que vou dar uma aula". E acredite que você pode dar conta do recado, afinal ninguém tem todas as respostas, mas sempre podemos ir buscá-las!


* Lucy Casolari é pedagoga e educadora


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Caminhos para uma boa pesquisa 10/04/2002 às 15:29:00

Para que uma pesquisa renda bons frutos é preciso método, discernimento e foco no assunto. Ensine seu filho a descobrir tesouros numa biblioteca, real ou virtual!

   
Proteja sua casa quando for viajar 24/11/2010 às 12:23:35

Você vai viajar nas férias ou no feriado com sua família e deixar sua casa desocupada por alguns dias? Fique atento a regras básicas de segurança que ajudam a proteger o seu patrimônio.

   
Bilhetes e bilhetinhos... 06/09/2001 às 14:20:00

Na semana passada o seu filho trouxe da escola um bilhete da professora com uma anotação sobre o comportamento inadequado na sala de aula. Hoje chegou outro dando ciência da falta de uma lição. E você, como se sente?

   
Histórias da Arte para crianças 08/11/2012 às 18:49:50

Não tem jeito melhor de conhecer a vida e a obra de artistas contemporâneos brasileiros! Não deixe de levar seu filho!

   
Um dia no museu 03/05/2013 às 17:49:24

Saiba como aproveitar ainda mais a sua ida ao museu com as crianças! Entretenimento, conhecimento e cultura em um só lugar!