Quarta-feira, 28 de junho de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Cuidados para não engasgar

Por Flavia Schwartzman *


Crianças, especialmente entre 2 e 3 anos, apresentam maior risco de engasgar com alimentos (e objetos), até por volta dos 4 anos de idade, quando aprendem a mastigar e a engolir melhor. Aprenda, aqui, como evitar acidentes.

Acidentes desagradáveis com as crianças podem ocorrer quando o alimento não é mastigado adequadamente ou é engolido inteiro. Muitos pré-escolares não conseguem mastigar nozes e balas duras, pois ainda não possuem os dentes molares, necessários para processar estes alimentos. Alimentos redondos, como uvas e rodelas de salsicha também são perigosos, pois eles podem se alojar facilmente na garganta.


Você sabe que os pequenos colocam qualquer coisa na boca, por isso a melhor maneira é evitar que isto aconteça. Preste atenção: alimentos que são duros, redondos, pequenos, escorregadios ou "grudentos" são mais fáceis de causar engasgos! Eles não devem fazer parte do cardápio mirim. Ofereça quantidades menores de comida e preparada de maneira que seja mais fácil para elas mastigarem e engolirem.

Aqui mora o perigo

  • Salsichas ou lingüiças em rodelas
  • Pedaços grandes de carne e de queijo
  • Balas duras ou redondas (incluindo caramelos)
  • Pipoca
  • Batatas tipo "chips"
  • Colheradas de manteiga de amendoim
  • Carne ou peixe com osso e espinhas
  • Nozes e outras sementes
  • Frutas redondas, como uvas inteiras
  • Pedaços grandes de frutas ou frutas com caroços
  • Uva passa e outras frutas secas
  • Pedaços grandes de legumes crus
  • Chicletes
  • Marshmallows

    Como evitar engasgos:

  • É importante que haja sempre um adulto de olho durante as refeições.

  • Certifique-se de que a criança fique sentada enquanto come; é mais fácil ela engasgar se estiver correndo, deitada, brincando ou quando cai. Também espere que ela termine de falar, chorar ou rir para oferecer a comida.

  • Não deixe outras pessoas distraírem seu filho enquanto come, pois é nesta hora que muitos engasgam. Mantenha um ambiente calmo durante as refeições.

  • Se o seu filhote ainda utiliza a mamadeira, certifique-se de que o buraco não esteja muito grande.

  • Comece a oferecer alimentos sólidos apenas quando seu filho estiver pronto.

  • Ensine-o a mastigar bem os alimentos antes de engoli-los.

  • Ofereça um pouco de líquido junto com a comida. Um gole ajuda a engolir. Não espere o fim da refeição para servir a bebida.

  • Ofereça porções pequenas, apropriadas a uma criança.

  • Evite alimentos muito grandes, como pedacos grandes de carne, frutas e vegetais; muito pequenos como sementes de laranja, melancia, girassol, uva passa; muito firmes, como balas duras, amendoim; alimentos moles como marshmallows ou colheradas de manteiga de amendoim, ou escorregadios (como uvas e cerejas inteiras).

  • Cozinhe os vegetais até ficarem macios, pois vegetais crus são mais difíceis de mastigar.

  • Evite oferecer balas duras e pipoca a crianças menores de 4 anos. Corte as salsichas no sentido do comprimento e os vegetais, como a cenoura, em tirinhas. Nozes devem ser picadas.

  • Corte as uvas ao meio ou em quartos. As frutas mais duras devem ser cortadas em pedaços menores ou em tirinhas.

  • Se você deu uma festinha em casa, cuide muito bem da limpeza e não deixe nenhum alimento ao alcance de seu filho. A manhã seguinte pode ser uma hora perigosa, se ele conseguir encontrar uma sobra.

  • Tome cuidado extra com crianças que possuem algum tipo de deficiência que aumente as chances de engasgo.



    * Flavia Schwartzman é nutricionista, formada pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, com especialização em Nutrição Materno-Infantil, Mestre em Nutrição pela Escola Paulista de Medicina.


  • Comentário:    
           

    Matérias relacionadas

       
    É melhor prevenir que remediar! 18/12/2000 às 16:09:00

    O ditado é velho, mas nunca deve ser esquecido! Prender as crianças em casa não é garantia de segurança, portanto abra os olhos. Acidentes domésticos podem ser evitados se você tomar algumas providências. Confira!

       
    Síndrome de Down 23/11/2000 às 17:03:00

    Aprenda mais sobre a síndrome que afeta milhares de crianças ao redor do mundo. Não há cura para ela, mas os tratamentos já garantem uma melhor qualidade de vida para essa população.

       
    Não corra riscos nas férias! 19/09/2003 às 18:25:00

    Acidentes acontecem quando menos se espera - até mesmo durante aquelas férias maravilhosas, em que tudo parece um paraíso... Esteja preparado para evitar imprevistos!

       
    Como transportar crianças de modo seguro 26/03/2003 às 11:43:00

    Lugar de criança é no banco de trás. Isso todo mundo sabe. Mas, existem muitas outras recomendações que são imprescindíveis para garantir a segurança do seu filho no trânsito.