Sexta-feira, 20 de outubro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Brincar sem competir

Por Luiza Helena Marcondes *


Conheça jogos fáceis e educativos para você se divertir com seus filhos e os coleguinhas deles, em festinhas, reuniões ou naqueles intermináveis dias de chuva.

Desperte a criatividade de seu filho por meio de brincadeiras rápidas e que estimulam o espírito de equipe e união. Apesar de reunirem várias crianças, o objetivo é não acirrar a disputa entre os participantes. No fim de cada atividade proposta não haverá vitoriosos e nem derrotados. Todos ganham! Veja a seguir:


-Lembranças fáceis

-Não me faça rir

-O desafio do dicionário


-Pares famosos


-Repórter por um dia


-Grandes vendas!


-Telefones de latinhas


-Você é o show


-Brincando com a comida


-Quebra-cabeça de fotografia


-Medindo a família


-Dados matemáticos


-O poder da atração


-Uma calculadora original


-Letras na lixa


-Seja rápido

Lembranças fáceis

Idade: 3 anos ou mais

Material necessário: nenhum

Jogo: essa brincadeira funciona melhor quando junta pessoas da mesma família. Numa tarde chuvosa, por exemplo, reúna vários parentes para relembrar fatos divertidos do passado. Pode ser o "primeiro dia de aula", "as férias na casa da vovó". Cristina pode somar informações às lembranças de Joãozinho, e assim por diante. Se as crianças gostarem da atividade, no fim, podem criar o Livro das Lembranças.



Não me faça rir

Idade: 3 anos ou mais

Material necessário: nenhum

Jogo: duas ou mais crianças podem literalmente morrer de rir com esse jogo maluco. A missão de seu filho é fazer com que o outro sorria, mas sem tocá-lo. Ao mesmo tempo, a criança que está sendo provocada deve evitar, de qualquer forma, dar uma gargalhada. É claro que, quanto mais você tenta segurar o riso, mais difícil fica a tarefa. Como cada participante estará empenhado em fazer o outro "desmontar", no fim você terá uma sala com várias crianças rolando de rir pelo chão.


O desafio do dicionário

Idade: 8 anos ou mais

Material necessário: caneta, dicionário, papel sulfite

Jogo: esta é uma atividade comprovadamente educacional e as crianças que resmungam não se divertirão com ela. Cada jogador folheia as páginas do dicionário buscando palavras interessantes. No papel sulfite devem ser anotadas cinco delas. Depois as folhas são trocadas entre os participantes para que cada um procure o significado. Quando já estiverem familiarizados com os novos verbetes, irão montar frases com as novas palavras aprendidas.


Pares famosos

Idade: 9 ou mais

Material necessário: lápis, papel sulfite

Jogo: as crianças podem trabalhar juntas, com o objetivo de completar a seguinte lista de pares, da qual você irá apresentar apenas a primeira coluna. Quando terminarem todos os pares, peça-lhes que descubram outros. Veja a sugestão da lista: Adão e ... (Eva), preto e ..... (branco), ouro e .....(prata), xícara e .....(pires), e assim, por diante.


Repórter por um dia

Idade: 6 anos ou mais

Material necessário: um gravador e uma fita

Jogo: que criança não gosta de pensar que está no rádio ou na tevê? Empreste um gravador a seu filho para que ele simule uma entrevista com o colega. Um será o repórter e o outro uma celebridade. Depois os papeis serão invertidos. Elas terão grandes momentos de cooperação e prazer.


Grandes vendas!

Idade: 6 anos ou mais

Material necessário: papel sulfite, caneta

Jogo: várias crianças podem participar. Incentive-as a inventar comerciais, frases e músicas para vender um determinado produto. Cada um pode dar a sua sugestão e juntas eles podem produzir comerciais para diversos meios de comunicação. Por meio da brincadeira, os pequenos conseguirão perceber como é feita uma propaganda e quais os possíveis apelos ao consumo.


Telefones de latinha

Idade: 4 anos ou mais

Material necessário: 3 m de barbante, duas latas sem tampa, prego e martelo

Jogo: fure o fundo das duas latas com um prego. Passe o barbante pelo orifício e dê um nó em cada uma das latas. Agora as crianças têm um "telefone". Quando uma falar dentro da uma lata, a outra deve estar com a outra no ouvido para que possa escutar. Ao fim de cada frase o emissor precisa falar a palavra "câmbio" para o outro saber que a mensagem terminou.


Você é o show

Idade: 6 anos ou mais

Materia 1 necessário: cadeiras

Jogo: reúna os amiguinhos de seu filho num quarto com algumas cadeiras. Um do grupo será o entrevistador e apresentador de uma programa de variedades. Os outros serão os convidados. Cada um pode escolher uma personalidade famosa para representar. Vale ser músico, ator, mágico, desenhista, etc. Definidas as fictícias profissões, as crianças podem debater sobre os prazeres e dificuldades da atividade escolhida.


Brincando com a comida

Idade: 4 anos ou mais

Objetivo: desenvolver o pensamento crítico, a habilidade manual e conhecer as cores

Material necessário: tesoura sem ponta, papel sulfite e revistas

Brincadeira: Durante uma tarde chuvosa, proponha às crianças uma sessão de colagem. Junto com elas folheie revistas em busca de suas comidas prediletas. Quando encontrar, peça-lhes que recortem as gravuras. Selecionadas as imagens, cada integrante do grupo cola no papel sulfite. Escolher fotos desenvolve a discriminação visual, e cortar e colar são excelentes atividades para desenvolver a motricidade fina.


Quebra-cabeça de fotografia

Idade: 3 anos

Objetivo: desenvolver a destreza manual e discriminação visual

Material necessário: uma cartolina, tesoura e várias fotos no tamanho 18x25 cm

Brincadeira: faça um quebra-cabeça com uma fotografia do seu filho ou de outros membros da família. Basta fazer uma cópia da foto escolhida, de preferência ampliada no tamanho 18x25cm, e colá-la num pedaço de papelão. Em seguida, marque algumas linhas curvas para criar o quebra-cabeça - que deve ser fácil - com mais ou menos quatro ou cinco peças. Corte nas linhas, misture as peças e faça com que ele monte tudo outra vez.



Medindo a família

Idade: 3 anos ou mais

Objetivo: aprender o sistema de medidas e a fazer comparações

Material necessário: uma corda de 2 metros, caneta e etiquetas

Brincadeira: ensine seu filho a fazer comparações, fazendo com que ele meça os membros da família. Cada um deita no chão enquanto a criança estende a corda dos pés à cabeça do outro para descobrir a sua altura. Faça uma etiqueta com o nome de quem foi medido e grude na corda. Ao fim da brincadeira compare os mais altos com os mais baixos e assim por diante.



Dados matemáticos

Idade: 5 anos ou mais

bjetivo: aprender a contar e resolver problemas

Material necessário: 2 dados

Brincadeira: brinque com esse jogo para ajudar seu filho a se familiarizar com os dados. O ideal são três ou quatro jogadores. Na primeira rodada, você joga os dadinhos. A criança que mais rápido conseguir somar as bolinhas os rolará na jogada seguinte. Com a brincadeira, o grupo memorizará a disposição dos números representados nos dados.



O poder da atração

Idade: 5 anos ou mais

Objetivo: desenvolver a observação, fazer experiência, perguntas e chegar a conclusões

Material necessário: 1 rolha de cortiça, papel sulfite, palito de dente, água, copo, clips, pregos, imã

Brincadeira: com uma rolha de cortiça, faça um barquinho e espete nele um palito para servir como mastro. Recorte um triângulo de papel, que será a vela. Prenda a vela no palito com um clip ou um prego. Encha um copo com água e ponha o barco dentro dele. Peça a seu filho que mova o imã perto do copo e ele descobrirá que o objeto feito por você pode "passear".



Uma calculadora original

Idade: 4 anos ou mais

Objetivo: aprender a contar e resolver problemas

Material necessário: tesoura, caixa de papelão (com tampa), alguns grãos de feijão

Brincadeira: pegue a caixa de papelão e faça dois buracos na tampa. Componha diversos cartões com problemas envolvendo soma de números, sem dar resposta. Por exemplo: 5+3=? Mostre o cartão a seu filho e peça que ele coloque em cada um dos orifícios a quantidade de feijões correspondente a cada um dos números da operação. Então, ele colocará cinco grãos num buraco e três no outro. Quando abrir a caixa a criança vai contar todos os feijões e obterá a resposta do problema.



Letras na lixa

Idade: 3 anos ou mais

Objetivo: reconhecer o alfabeto

Material necessário: tesoura, folhas de lixa (como as usadas na construção civil)

Brincadeira: recorte as lixas no formato de letras. Entregue a seu filho para que ele posso sentir, pelo tato, as diferentes formas. Depois, enquanto você repete o nome de cada uma delas, passe levemente o dedo da criança em volta do objeto. Quando ela já estiver familiarizada com o alfabeto, recorte letras maiúsculas e minúsculas. Peça a seu filho que encontre o par correspondente.



Seja rápido

Idade: 5 anos ou mais

Objetivo: desenvolver a coordenação motora

Material necessário: cola, dois copos plásticos descartáveis, uma bolinha de papel

Brincadeira: esse jogo feito em casa certamente ajudará a desenvolver a coordenação motora. Cole a base dos copos uma na outra. Depois de seco entregue a seu filho junto com uma bolinha de papel. Para brincar, coloque o objeto dentro de um dos copos e jogue para cima. Depois apare com o copinho do lado inverso. Esse jogo pode ser divertido com várias pessoas. As crianças também podem marcar quantas vezes por minuto cada uma delas consegue trocar a bolinha de lado.


As atividades propostas foram reproduzidas dos seguintes livros:

  • 150 jogos não-competitivos para crianças - todo mundo ganha, de Cynthia MacGregor (Editora Madras) - compre aqui

  • 365 atividades divertidas e educacionais, de Mary Waver (Editora Madras) compre aqui


  • Comentário:    
           

    Matérias relacionadas

       
    Dicas para proteger seus filhos 26/03/2003 às 13:21:00

    Principalmente as grandes cidades oferecem uma série de riscos para nossos filhos. Veja aqui dicas para protegê-los contra alguns problemas, como assalto e seqüestro.

       
    A ditadura da violência 21/12/2003 às 22:24:00

    Como os jovens poderão experimentar a tão sonhada liberdade vivendo num mundo extremamente violento e amedrontador? E os pais, conseguirão dormir tranqüilos com seus filhos soltos pela cidade?

       
    Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

    Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

       
    Manual do ficar, especial para pais 17/06/2002 às 15:36:00

    Para os pais que não viveram a onda do "ficar".

       
    Crianças especiais 05/11/2003 às 13:40:00

    Classes regulares aceitando alunos com necessidades especiais já são realidade em algumas escolas. Naturalmente, como em toda reformulação, existem dúvidas dos pais. Será positiva a convivência entre crianças com diferenças mais acentuadas?