Domingo, 23 de julho de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Gestantes em boa forma

Por Sergio Vaz *


Durante a gravidez as transformações no corpo deixam certas mulheres cheias de dúvidas. As futuras mamães se apavoram, achando que jamais voltarão a ser como antes. E como fazer ginástica com aquele barrigão? Aprenda conosco!

Sabe-se que a atividade física é necessária e indicada para todas as pessoas, sem restrições de faixa etária ou sexo. Durante a gestação, no entanto, é preciso que se tome certos cuidados quanto ao tipo de exercício e a freqüência com que é praticado. Após o terceiro mês, e com a autorização do obstetra, programe-se para malhar. Isso só lhe trará benefícios desde que você seja orientada adequadamente.

Baixo impacto é fundamental

Se exercícios já faziam parte da sua rotina antes da gravidez, é aconselhável que você procure fazer os de menor impacto, como a hidroginástica, por exemplo. Mas se você era do tipo sedentária - e tem medo de água - prefira tudo o que estiver relacionado a alongamento e relaxamento. Não tente perder o medo da água nesta fase. Esse estresse é desnecessário.


Para maior segurança sua e do bebê, mantenha um rígido controle de sua freqüência cardíaca. Ela deverá estar a 65% de sua frequência máxima (calcule da seguinte forma: 220 - idade x 65%). Um aparelho monitor cardíaco vai ajudá-la a não cometer excessos.


Confira, a seguir, algumas atividades indicadas para a futura mamãe e a freqüência ideal durante a gestação. Bom treino!


  • Hidroginástica

    O trabalho com hidro é um dos mais indicados, principalmente se a grávida tem um bom aproveitamento em atividades aquáticas. Essa atividade trabalha o sistema cardiovascular, a força e o alongamento dos músculos. Os cuidados exigidos dizem respeito apenas à pele e aos cabelos. Evite os saltitamentos para os exercícios aeróbios durante toda a gravidez.

    Freqüência ideal: 2 a 3 vezes por semana


  • Natação

    Esta é uma atividade completa, pois promove o alongamento, fortalecimento dos músculos e uma melhora na condição aeróbia. Os nados Crawl, Costas e Peito devem ser ministrados sem restrições, desde que se evite tiros de velocidade. Já o estilo Borboleta sobrecarrega a região lombar, portanto é desaconselhado. Assim como na hidroginástica, os cuidados se restringem à pele e aos cabelos.

    Freqüência ideal: 2 a 3 vezes por semana


  • Deep Running

    Ótima modalidade sem impacto, permite à gestante um trabalho de corrida ou caminhada intensa na água, sem o apoio dos pés na piscina. Fortalece os músculos das pernas e os glúteos, além do sistema vascular (atividade aeróbia). É necessário o uso de um colete de flutuação.

    Freqüência ideal: 2 vezes por semana


  • Yoga

    Esta é uma atividade perfeita para gestantes com um nível de estresse elevado, pois ajuda no relaxamento e na consciência corporal. Algumas posições devem ser evitadas, como a vela e a posição invertida.

    Freqüência ideal: 3 a 4 vezes por semana


  • Alongamento

    Uma das atividades mais procuradas atualmente, trabalha o corpo todo. Deve-se dar maior atenção à região lombar e à musculatura interna das pernas.

    Freqüência ideal: todos os dias



    * Sergio Vaz é fisioterapeuta, preparador físico e professor de educação física. Pós-graduado em fisiologia. sergiopersonal@ig.com.br


  • Comentário:    
           

    Matérias relacionadas

       
    Emagrecendo após a gravidez 10/09/2001 às 15:48:00

    Descubra os exercícios mais indicados e algumas dicas para que a mamãe emagreça após a gestação.

       
    Cuidados para não engasgar 31/01/2001 às 14:32:00

    Crianças, especialmente entre 2 e 3 anos, apresentam maior risco de engasgar com alimentos (e objetos), até por volta dos 4 anos de idade, quando aprendem a mastigar e a engolir melhor. Aprenda, aqui, como evitar acidentes.

       
    Sol na medida certa 29/01/2001 às 14:13:00

    O sol faz bem à saúde, mas nada de exageros. Nem muito nem tão pouco. Conheça os segredos para manter a pele de seu filhote bem cuidada e longe das agressões das queimaduras.

       
    Capoeira, esporte, lazer e educação 05/04/2001 às 17:22:00

    Os pequenos aprendem o 'au', aplicam 'meia-lua de frente' e se esquivam para o lado. A capoeira chegou na vida da garotada, pegando carona nos 500 anos do Brasil que reacendeu uma paixão pela cultura nacional.

       
    A idade certa para ir à escola 07/06/2002 às 14:38:00

    Meu filho tem 3 anos completos, fico em dúvida se está na hora de mandá-lo para a escola ou se, ainda, é muito cedo... Mamãe sempre acha que os filhos são pequenos demais...