Domingo, 17 de dezembro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Música para bebês

Por Arnolfo Borsacchi (ITA) *


Conheça a Teoria de Aprendizagem Musical, método que busca desenvolver o gosto pela música em bebês a partir de 10 dias de vida.

Muitos pais, hoje em dia, se perguntam sobre qual a melhor idade para que seus filhos comecem a aprender música. Segundo as novas teorias sobre a aprendizagem musical a resposta é simples: desde o berço.


Edwin Gordon, músico e pesquisador americano desta área, desenvolveu a Teoria de Aprendizagem Musical, revelando que todos nascem com uma potencial aptidão musical. Essa aptidão precisa ser desenvolvida especialmente nos três primeiros anos, quando a criança vive um momento mágico e importante, em que as conexões cerebrais se desenvolvem enormemente. Nesta fase ela aprende as coisas com uma facilidade e velocidade impressionantes.


Graças aos estímulos recebidos nesta época, os pequenos irão aprender a falar, a se expressar numa linguagem específica, entendendo a função lógica e sintática dos vários elementos verbais e estabelecendo diferenças e semelhanças entre palavras e conceitos. Segundo a teoria de Gordon, desta forma, os bebês aprendem - sozinhos - as regras, simplesmente por meio do mergulho num mundo que utiliza aquela linguagem como meio de comunicação, de uma forma natural e sem demais simplificações: o mundo dos adultos.


Por isso, na ótica de Gordon, temos que fornecer à criança, desde cedo, estímulos musicais dos mais diferenciados possíveis - ritmicamente e melodicamente - separando o contexto musical do contexto da fala, interagindo com ela por meio de sons que obedeçam às mesmas regras das músicas propostas. Não é difícil entender: você estará interagindo da mesma forma que faz com a linguagem, quando fornece para a criança, dentro de um contexto lingüistico, palavras como unidades de significado. Só que, em vez de palavras, serão sons, ritmos e música!


Como conseqüência, além de se interessar pela música, a criança desenvolve a criatividade, a atenção, a concentração e muito mais. Ao terminar o percurso de aprendizagem informal preparatória, poderá, se quiser, se aproximar do estudo analítico da música, ou do estudo de um instrumento, pois ela já possuirá as regras e o conhecimento da linguagem musical.

Estímulos em casa

Os pais conseguem estimular a aptidão musical dos bebês dentro de casa mesmo, basta seguir as dicas abaixo. Não custa nada tentar!


- Forneça a seu filho exemplos musicais com características muito diferentes: músicas de culturas variadas, que obedeçam a diferentes regras musicais (ritmos e melodias diferenciados).


- Utilize canções sem palavras: as crianças costumam se interessar mais pelas histórias do que pela melodia e deixam de prestar atenção ao contexto rítmico-melódico, que acaba perdendo sua função de linguagem.


- Cante se mexendo e proponha um modelo de movimento nem rígido nem rítmico: as crianças só conseguem entender o tempo musical por meio da exploração e da medida do espaço.


- Mergulhe as crianças - e você mesmo! - no contexto musical: imite as respostas e todas as tentativas de comunicação de seu filho interpretando-as como verdadeiras respostas musicais; faça a sua parte e responda à criança usando a música como linguagem (pedacinhos de melodias ou ritmos etc.), sem cair na tentação de usar as palavras, já que isso destrói o contexto musical.


- Não exija que os pequenos cantem nem os obrigue a prestar atenção quando não tiverem vontade.


Procure fazer os exercícios acima cerca de 2 vezes por semana, com bebês a partir de 10 dias de vida.

Para saber mais


www.aigam.org (em italiano)

http://www.giml.org (em inglês)


Para obter informações sobre cursos ou aulas particulares, no Brasil:
Baby Arts - Música e Interação
E-mail: contatos@babyarts.com.br

* Arnolfo Borsacchi (ITA) é músico e educador especializado em educação musical para bebês e crianças; professor associado e delegado da Aigam (Associação Italiana Gordon para a Aprendizagem Musical), é consultor pedagógico da Baby Arts - Música e Interação.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Ensinando a pensar 13/08/2001 às 14:58:00

O que é mais importante em uma escola: matérias e conteúdo ou que o aluno aprenda a pensar?

   
Capoeira, esporte, lazer e educação 05/04/2001 às 17:22:00

Os pequenos aprendem o 'au', aplicam 'meia-lua de frente' e se esquivam para o lado. A capoeira chegou na vida da garotada, pegando carona nos 500 anos do Brasil que reacendeu uma paixão pela cultura nacional.

   
O computador na sala de aula 07/06/2002 às 15:06:00

As escolas se informatizam... mas o que isso realmente representa de benefício para seu filho nesse momento?

   
Viajando com as crianças 06/06/2001 às 16:39:00

Viajar com crianças não é uma tarefa fácil. Ao contrário, é um desafio! Mas se você se preparar para tal missão, verá que horas na estrada, com a família toda fechada num carro, podem passar bem rapidinho.

   
Brincando dentro de casa 02/06/2003 às 17:08:00

Nos dias cinzentos e frios de inverno, ou nos dias de chuva do verão, é preciso se desdobrar para distrair as crianças dentro de casa. Convide os amiguinhos e arme uma verdadeira festa!