Sábado, 29 de abril de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Marcas congênitas

Por Dr. Leonardo Posternak * em 22/02/2001


De um dia para o outro ela aparece. Uma mancha branca com a borda hiperpigmentada. Geralmente disforme e em qualquer parte do corpo. Atenção, pode ser vitiligo.

A doença é pouco conhecida e a porcentagem de casos é pequena. De cada 100 crianças, apenas 2 apresentam deficiência na produção de melanina, substância responsável pela cor da pele. O vitiligo é congênito, ou seja, o indivíduo já nasce com o problema, mas a manifestação pode acontecer em qualquer época da vida. Tanto na infância como na fase adulta.


Até hoje as causas são desconhecidas, mas duas teorias tentam explicar os motivos: a primeira, aponta a anormalidade das terminações nervosas perto dos melanócitos (células que produzem a melanina); a segunda, diz que o problema é decorrente de um processo auto imune, e os melanócitos perdem a capacidade de produzir o pigmento.

Emoções fortes

Os portadores da doença perdem a cor da pele em várias partes do corpo, sobretudo no pescoço, no couro cabeludo, na orelha, na boca, no nariz e nas mãos. As manchas podem ser pequenas e com formas distintas. Mas com uma característica: o contorno delas é sempre mais escuro que a tonalidade normal da pele.



Como o bebê já nasce com essa função alterada, alguns fatores podem precipitar o aparecimento das áreas brancas. Os agentes desencadeantes são emocionais ou físicos. Um trauma ou a morte de uma pessoa na família deixam a criança mais vulnerável à despigmentação.



Infelizmente a cor da pele não volta espontaneamente. É preciso procurar um dermatologista para que ele desenvolva um tratamento específico para cada caso.


* Dr. Leonardo Posternak é médico pediatra,
membro do Departamento de Pediatria do Hospital Israelita Albert Einstein.
Co-autor do livro
E Agora, o que Fazer? A Difícil Arte de Criar os Filhos
, Editora Best Seller.
Autor de
O Direito a Verdade - Cartas Para Uma Criança
, Editora Globo.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Dicas para proteger seus filhos 26/03/2003 às 13:21:00

Principalmente as grandes cidades oferecem uma série de riscos para nossos filhos. Veja aqui dicas para protegê-los contra alguns problemas, como assalto e seqüestro.

   
Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

   
Paz em casa 31/07/2002 às 13:46:00

Dicas preciosas da revista Meu Nenê e Família

   
Crianças especiais 05/11/2003 às 13:40:00

Classes regulares aceitando alunos com necessidades especiais já são realidade em algumas escolas. Naturalmente, como em toda reformulação, existem dúvidas dos pais. Será positiva a convivência entre crianças com diferenças mais acentuadas?

   
Histórias da Arte para crianças 08/11/2012 às 18:49:50

Não tem jeito melhor de conhecer a vida e a obra de artistas contemporâneos brasileiros! Não deixe de levar seu filho!