Domingo, 23 de julho de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

CÓLICAS


Estou amamentando minha filha, que tem quase dois meses e ela tem tido gases e cólicas terríveis. Gostaria de saber o que devo e o que não devo comer para que ela não sofra mais com este problema.


As cólicas no bebê geralmente ocorrem a partir da terceira semana e podem durar até o terceiro mês, ou mais. Não se sabe ao certo quais são as causas: alergia à proteína do leite de vaca (que a mãe ingere), intolerância à lactose, sistema digestivo imaturo, ar que o bebê engole, gases que o bebê não consegue eliminar, amamentação incorreta, ou mesmo se há alguma causa específica. O que se sabe é que elas vão passar, e que o leite materno é o alimento ideal para seu bebê, por isso você deve continuar amamentando. O leite materno não causa alergia.

Certifique-se com seu pediatra de que o bebê esteja saudável e de que não apresenta nada além das cólicas. Certifique-se também de que você esteja amamentando corretamente. Se ele estiver mal posicionado, recebendo pouco ou leite em excesso, se estiver engolindo muito ar, se não estiver eliminando o ar corretamente após as mamadas, isto pode estar ocasionando as cólicas. E lembre-se: as mamadas devem ser um momento tranqüilo e relaxante, para vocês dois.

Alguns alimentos que a mãe ingere parecem ter relação com as cólicas do bebê: cafeína, chocolate, leite de vaca e derivados. Por isso, tome cafeína com moderação e converse com seu médico a respeito da necessidade ou não de você eliminar, por algum tempo, leite e derivados de sua dieta, caso seu filho apresente alergia ao leite de vaca que você esteja ingerindo.

Outros alimentos que são sugeridos como causas de cólicas são: alho, cebola, repolho, brócolis, couve-flor, feijão, ovos, peixe, amendoim, trigo e vários outros. Entretanto, estes casos parecem ser mais raros. O que você pode fazer é tentar relacionar as cólicas com algum determinado alimento que você comeu e deixar de comer este alimento por alguns dias e ver se há algum resultado positivo. Mas saiba que os alimentos que a mãe ingere parecem ter um papel bem pequeno nas cólicas do bebê, por isso cuidado para não acabar eliminando muitos alimentos e comprometendo sua dieta. Fumaça de cigarro também parece predispor o bebê às cólicas. Se for esse o caso, elimine-a do ambiente do bebê.

A melhor coisa a fazer é conversar com seu pediatra ou nutricionista e assegurar que você continue ingerindo uma alimentação saudável e variada. E lembre-se: as cólicas vão passar.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Desemprego, Mantenha a calma 03/09/2001 às 15:15:00

O medo é geral: perder o emprego traz ansiedade e insegurança para a família. Descubra como enfrentar a situação sem tanto sofrimento.

   
Paz em casa 31/07/2002 às 13:46:00

Dicas preciosas da revista Meu Nenê e Família

   
Como amamentar após o retorno ao trabalho 24/03/2006 às 13:42:00

A licença maternidade está no fim e logo você terá de voltar ao batente, mas não quer deixar de amamentar seu filho. O que fazer?

   
Cuidados para não engasgar 31/01/2001 às 14:32:00

Crianças, especialmente entre 2 e 3 anos, apresentam maior risco de engasgar com alimentos (e objetos), até por volta dos 4 anos de idade, quando aprendem a mastigar e a engolir melhor. Aprenda, aqui, como evitar acidentes.

   
Milho, o rei dos cereais. E da garotada! 15/09/2003 às 20:36:00

O milho faz um enorme sucesso entre as crianças e, além de saboroso, é muito nutritivo. Aprenda a fazer doces e salgados deliciosos com esse cereal. As receitas são da turma do Sitio do Picapau Amarelo!