Quinta-feira, 22 de junho de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Mãos à obra

Por Renata Sant'Anna *


Estimule seu filho a se expressar por meio do desenho. Mas crie condições para que ele se sinta livre e confortável. Um lugar especial e materiais adequados são suficientes para que ele se revele um artista mirim!

Organizar atividades artísticas para nossos filhos pode ser o início de encontros sensíveis entre a criança e a arte. Para podermos propiciar esses encontros adequadamente, acompanhar e estimular o desenvolvimento criativo da criança é necessário conhecermos as suas diferentes etapas e adaptar a oferta de materiais, espaços e atividades às diversas fases e faixas etárias.

"Mãos à obra" pretende oferecer sugestões de atividades adequadas às diferentes faixas etárias, baseadas em estudos de teóricos da educação artística. Confira, aqui, o início da atividade criadora e o ambiente necessário para o desenvolvimento desta.

Os primeiros rabiscos

Durante alguns anos, as crianças não dissociam os olhos das mãos. Desde bebês, querem tocar tudo aquilo que vêem. Por volta dos 18 meses de idade, essas mãos hábeis e velozes começam a rabiscar. É o início da fase chamada garatuja, que compreende o período entre 18 meses e 4 anos, quando ela descobre o prazer de dominar os movimentos fazendo rabiscos desordenados numa folha de papel ou nas paredes de sua casa. Esse prazer motor, aos poucos, torna-se aliado do prazer visual.


É extremamente importante a participação do adulto nessa fase do desenvolvimento infantil, pois os primeiros rabiscos conduzirão a criança à pintura e ao desenho, mas também, à escrita. Além disso, a experiência de "garatujar" contribui para a evolução da criança em outras esferas, pois conseguindo controlar os traços a criança passa a ter segurança para a realização de outros movimentos como, por exemplo, levar a colher do prato até à boca.

Espaço para criar

Nesse momento, porém, os estímulos devem se restringir à oferta de um ambiente adequado às práticas artísticas e à qualidade e à quantidade dos materiais oferecidos.


Criar um espaço na casa, um canto onde seu filho encontre disponíveis uma mesa, um banquinho e materiais para desenhar, pintar ou moldar é o primeiro passo em direção ao estímulo às atividades artísticas. Outro fator importante de um lugar específico para a criação é o estabelecimento de limites. Restrinja a área de atuação às lousas ou folhas de papel que estejam nesse local. Desta forma você estará diminuindo o risco de ter de enxergar traçadas nas paredes, tapetes e sofás de sua casa...


O ambiente escolhido para ser o "canto das artes" precisa de muita iluminação. E os materiais facilmente acessíveis. Os favoritos dos pequenos são gizão de cera, tintas para pintura a dedo, massa para modelar. Eles não são tóxicos, estão disponíveis no mercado e, também, podem ser produzidos com receitas caseiras. Se por ventura forem ingeridos não trarão prejuízo à saúde da criança.

Talento reconhecido!

Organizado o espaço é hora de experimentar os materiais. O adulto não deve interferir nas primeiras fases das "garatujas" esperando que elas se pareçam com objetos reconhecíveis. Deve mostrar-se interessado no que os pequenos pintam, sem expectativas sobre o resultado final do trabalho. Seu interesse pelo desenho faz com que a criança fique satisfeita, acredite!


Portanto, criar um espaço propício para as atividades de seus filhos, oferecer materiais de fácil manuseio e interessar-se por seus rabiscos são fatores que contribuirão para o desenvolvimento das diversas fases da "garatuja" e, mais tarde, para a evolução para outras formas de representação.


É essencial que os pais sejam cordiais, afetivos e façam a criança sentir-se valorizada.


* Renata Sant'Anna é artista plástica e educadora. Mestre em Artes Plásticas pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Dicas para proteger seus filhos 26/03/2003 às 13:21:00

Principalmente as grandes cidades oferecem uma série de riscos para nossos filhos. Veja aqui dicas para protegê-los contra alguns problemas, como assalto e seqüestro.

   
Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

   
Aumente a renda da sua família! 01/08/2003 às 21:47:00

Se você teve de abandonar a carreira para cuidar dos filhos ou está desempregada, saiba que existem muitas maneiras alternativas de ganhar dinheiro. Não é preciso nem sair de casa!

   
Crianças especiais 05/11/2003 às 13:40:00

Classes regulares aceitando alunos com necessidades especiais já são realidade em algumas escolas. Naturalmente, como em toda reformulação, existem dúvidas dos pais. Será positiva a convivência entre crianças com diferenças mais acentuadas?

   
Arte à Primeira Vista: Páginas de uma história 19/09/2014 às 16:34:58

Se você mora em Belo Horizonte ou vai passar por lá nas próximas semanas, não pode deixar de conferir a mostra de arte contemporânea que vai encantar as crianças e os adultos.