Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Organize o quarto do seu filho

Por Beatriz Capuano *


Roupas bem dobradas no armário, livros em ordem na estante, brinquedos guardados em caixas. Viver em um quarto organizado é muito saudável para o seu filho. Aprenda a se organizar!

A primeira coisa que me vem em mente ao escrever sobre organização de quarto de crianças é o conceito do "em ordem". Tenho me valido disso para nortear minha vida de dona de casa, há exatos 20 anos. Esse conceito é o mais importante para se ter uma casa organizada. Melhor explicando, hoje em dia existem profissionais habilitados e cursos especializados para se organizar uma casa, mas o fato é que se a dona de casa não tiver o espírito de manter a ordem, não vai haver organização que consiga se sobrepor à bagunça que se instala com rapidez em nosso dia a dia.


Assim, antes de falar sobre a organização propriamente dita, insisto em falar sobre um comprometimento insistente e "árduo" da dona de casa com a manutenção da organização. Isso não quer dizer que, depois de organizado, o quarto tenha que ser necessariamente impecável o tempo todo. Isso acabaria causando um stress enorme à criança, ao invés do prazer que é ficar no seu mundinho, no seu espaço. O quarto de um filho deve ser, acima de tudo, o seu templo de sossego, paz, felicidade, segurança e descanso.


O que faz uma casa, um quarto, estar "em ordem" não é a visão de perfeição que vemos constantemente nas revistas. Antes de tudo, é importante que a pessoa que está organizando imprima seu estilo pessoal na arrumação. Só assim a manutenção terá eficácia.


Considerando que o quarto das crianças pode abrigar um ou mais filhos, e ainda ser o local de estudos e de brincadeiras dos mesmos, é importante observar algumas regras. Em primeiro lugar, delimite o lugar destinado para estudos, para guardar os brinquedos e para guardar as roupas.


Com relação às roupas, comece pelos cabides, que deverão ser todos iguais, pendurados na mesma direção e com as roupas voltadas para o mesmo lado. É fundamental. Procure comprá-los em algum lugar onde a reposição ou a compra de adicionais seja fácil. Não precisam ser luxuosos ou caros, mas se forem iguais, a sensação de ordem é evidente.


As roupas que não são penduradas em cabides deverão ser dobradas do mesmo tamanho e guardadas por grupos de semelhantes. Por exemplo: camisetas com camisetas; casacos com casacos, agasalhos com agasalhos (sempre o conjunto) e assim por diante. Para facilitar, crie uma cartolina do tamanho que deseja que a peça de roupa seja dobrada e deixe perto do ferro de passar roupa. Com as roupas guardadas por grupos e do mesmo tamanho fica mais fácil visualizá-las e o armário fica sempre em ordem. O mesmo deve ser feito com relação aos sapatos.


Nas gavetas do armário de roupas devem ser guardadas roupas menores, como roupas íntimas, maiôs, saídas de praia, bonés/chapéus, meias e assim por diante.


Quanto ao material escolar de seu filho, agrupe os livros em uma mesma prateleira, cadernos em gavetas para esse fim e procure comprar caixas plásticas para armazenar miudezas, como lápis de cor, apontador, borrachas , colas, tesoura, etc. Escreva por fora das caixas o seu conteúdo, para facilitar a localização dos itens.


O mesmo vale para os brinquedos. Os que não tiverem sua própria caixa também poderão ser guardados em caixas plásticas, com o seu conteúdo escrito por fora. Use as caixas também para guardar carregadores de vídeos games, celulares etc. Evite ter muitos brinquedos expostos, pois isso torna mais trabalhoso tirar o pó o que, consequentemente, acaba expondo à criança a alergias. Por outro lado, não deixe guardados os brinquedos que seu filho mais gosta. É sempre gostoso tê-los à mão!


Para finalizar, para que realmente fique tudo "em ordem", é preciso uma vigilância periódica, no sentido de tirar constantemente roupas que não servem ou que não são mais usadas, brinquedos com os quais seu filho não brinca mais ou material de escola do ano anterior.


Com tudo isso, o quarto fica mais gostoso, tudo fica mais fácil de se achar, sem contar que a criança acaba aprendendo desde cedo o sentido de organização e ordem e, mais ainda, o de ajudar o próximo, caso você tenha o hábito de doar aquilo que não está mais em uso. Dá trabalho sim, mas no final das contas, viver "em ordem" - mas sem neuroses - traz um prazer incrível!


* Beatriz Capuano é advogada militante em São Paulo, especializada em Direito de Família e Sucessões, e mãe de duas meninas, de 15 e 9 anos.


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Interar-te Atividade gratuita para famílias 29/04/2011 às 11:57:06

Dia 11 de julho, quinta-feira, no MAC USP NOVA SEDE - Ibirapuera! Confira!

   
Histórias da Arte para crianças 08/11/2012 às 18:49:50

Não tem jeito melhor de conhecer a vida e a obra de artistas contemporâneos brasileiros! Não deixe de levar seu filho!

   
Criatividade no arroz do dia a dia 13/02/2003 às 11:45:00

Cansado de comer arroz branco todos os dias? Aprenda algumas receitas para deixar esse cereal mais saboroso e variar o cardápio!

   
Ranking de produtos: mochila escolar 26/01/2013 às 17:01:37

Qual a melhor mochila para as crianças? Com rodinha? Sem rodinha? Ajude outros pais a escolherem votando na sua preferida.

   
Viajando com as crianças 06/06/2001 às 16:39:00

Viajar com crianças não é uma tarefa fácil. Ao contrário, é um desafio! Mas se você se preparar para tal missão, verá que horas na estrada, com a família toda fechada num carro, podem passar bem rapidinho.