Segunda-feira, 29 de maio de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Meu próprio jardim!

Por Carla Oliveira *


O início da primavera inspira a vontade de entrar em contato com a natureza. Por isso, convide as crianças a montar seu próprio jardim. Elas vão adorar!

A primavera se aproxima, e as crianças já estão na expectativa para ver as plantas das ruas, praças e canteiros da cidade se enfeitar de folhas verdinhas e flores coloridas. Por que não trazer toda a alegria e as cores das plantas para dentro da sua casa?


As crianças vão vibrar diante do desafio de montar seu próprio jardim - nem que seja somente um vasinho. Essa atividade as colocará em contato com a natureza e será uma importante fonte de aprendizado e desenvolvimento de responsabilidades.

Por onde começar?

Se você tem um cantinho com terra em seu quintal ou um canteirinho na sacada, ótimo! Se não, não tem problema, basta comprar um vaso - há diversas opções de tamanho e tipo de material, como cerâmica, plástico ou madeira, por exemplo.


O primeiro passo dessa empreitada é ir a uma loja de plantas e se informar sobre os tipos de plantas disponíveis, bem como as características de cada uma. Há plantas que devem receber sol o dia inteiro, outras se adaptam melhor à meia-sombra, e há aquelas que preferem ficar direto na sombra mesmo. Algumas plantas devem ser regadas com mais freqüência, outras precisam de pouca água.


Há plantas que crescem muito e precisam ser aparadas, outras não necessitam de poda e se mantêm em um tamanho razoável. Enfim, é preciso se informar bastante para escolher uma planta que seja adequada ao espaço que se tem em casa, e às disponibilidades de tempo e dedicação da família para os cuidados necessários.


Além disso, é fundamental riscar da lista plantas que liberem veneno ou qualquer substância tóxica, ou que tenham espinhos. Lembre-se também de comprar terra suficiente para plantar e também objetos para enfeitar o jardim, como pedras ou animaizinhos feitos de gesso ou madeira - sapos, passarinhos, etc.


Vocês podem comprar uma muda de planta ou então comprar sementes. Se optarem por comprar a muda, escolham uma que ainda seja pequena, para que as crianças possam vê-la crescer com o tempo. As crianças normalmente são ansiosas e gostam de ver o resultado de seu trabalho rapidamente. Nesse caso, prefiram as plantas que cresçam rapidamente, como a maria-sem-vergonha, por exemplo.

Vamos plantar!

Depois de escolher as plantas e comprar o material necessário, é importante também providenciar apetrechos para a criançada, como luvas, galochas, uma tesourinha para a poda, boné ou chapéu e um regadorzinho. Todos esses aparatos deixarão qualquer um animado para colocar a mão da massa, ou melhor, na terra!


Se vocês optaram por plantar sementes, basta seguir as instruções que vêm na própria embalagem. As mudas geralmente não requerem muitos truques, mas é bom conversar com o vendedor da loja para descobrir as particularidades da planta que você escolheu. É importante que o solo tenha espaço suficiente para que a raiz da planta possa se expandir.



Depois de plantar, é importante regar bastante a muda ou as sementes. Lembre-se de que somente o solo deve ser umedecido, e não as folhas nem o caule da planta. As plantas devem ser molhadas de manhã cedo ou à tarde, e não quando o sol estiver muito forte. Periodicamente, é bom colocar fortificantes na água ou na terra, para ajudar a planta a crescer forte e saudável. Mas, atenção: esse tipo de produto somente deve ser manipulado pelos adultos!


Enquanto a família cuida do jardim, é importante conversar com as crianças sobre o papel das plantas em nosso planeta - produção de alimentos, renovação do oxigênio, etc - e a importância de se preservar a natureza. Também é interessante notar o crescimento da planta, os brotinhos que estão despontando, explicar o porquê de se regar e colocar adubo na planta, e assim por diante.


Para que as crianças desenvolvam um senso de responsabilidade sobre seu jardim, ajude-as a criar um quadro de tarefas semanal, que deverá incluir todos os cuidados necessários com o jardim: regar, aparar, tirar as folhinhas secas, etc. Sempre que a criança realizar uma tarefa, ela deverá marcar este item como "cumprido" no quadro de tarefas e obter o devido reconhecimento pelo seu trabalho com muito carinho e muitos elogios! Lembre-se de que as atividades devem ser adequadas à idade de cada criança.

Mais algumas dicas

Uma boa dica, principalmente para crianças pequenas, é usar a velha fórmula de plantar feijões ou alpiste, pois essas plantinhas crescem muito rapidamente e, todos os dias, os pequenos poderão notar a diferença da planta em relação ao dia anterior, o que os deixará muito entusiasmados.


Se vocês quiserem, podem plantar também um canteirinho de temperos, com alecrim, manjericão, orégano, hortelã, etc. Quando todos forem para a cozinha preparar uma refeição em família, a criançada vai achar o máximo colher os temperos no próprio quintal de casa e a comida vai ficar ainda mais saborosa!


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

   
Crianças especiais 05/11/2003 às 13:40:00

Classes regulares aceitando alunos com necessidades especiais já são realidade em algumas escolas. Naturalmente, como em toda reformulação, existem dúvidas dos pais. Será positiva a convivência entre crianças com diferenças mais acentuadas?

   
Arte à Primeira Vista: Páginas de uma história 19/09/2014 às 16:34:58

Se você mora em Belo Horizonte ou vai passar por lá nas próximas semanas, não pode deixar de conferir a mostra de arte contemporânea que vai encantar as crianças e os adultos.

   
Oncologia Ginecológica e GRAACC 09/09/2014 às 09:12:01

Se você é profissional da saúde, este livro lhe interessa.

   
Interar-te Atividade gratuita para famílias 29/04/2011 às 11:57:06

Dia 11 de julho, quinta-feira, no MAC USP NOVA SEDE - Ibirapuera! Confira!